Publicidade

Estado de Minas VIOLÊNCIA

Dois suspeitos da morte de motorista de aplicativo são presos

Carro do motorista foi encontrado, abandonado, em um bairro de Vespasiano; eles confessaram o crime


02/01/2021 13:41 - atualizado 02/01/2021 20:43

Carro do motorista de aplicativo foi encontrado abandonado em um local próximo(foto: Redes Sociais/Reprodução)
Carro do motorista de aplicativo foi encontrado abandonado em um local próximo (foto: Redes Sociais/Reprodução)
Os irmãos João, de 18 anos, e Dilermando, de 19, foram presos na tarde deste sábado (02/01), na casa onde viviam, no Jardim Bela Vista, em Vespasiano. Eles confessaram o assassinato, no final da noite do dia 31, do motorista de aplicativo Anderson Coelho Alves, de 27 anos, cujo corpo foi encontrado pela manhãnuma estrada de terra próximo a Vespasiano. O carro da vítima, um Palio, também foi encontrado, no Bairro Novo Horizonte, no mesmo município.

O motorista estava desaparecido desde quinta-feira à noite. Seu último contato com a família foi por volta de 23h. Estava terminando sua última corrida, que começou em Santa Luzia e seguia para o Bairro Cabana do Pai Tomás, na Zona Oeste de Belo Horizonte. Depois disso, desapareceu.

A mãe de Anderson, já no dia primeiro de janeiro, por volta de 5h, foi até seu quarto, no entanto, Anderson não havia chegado em casa e sua cama estava intacta. Foi quando ela decidiu pedir ajuda à Polícia Militar, que comunicou também à Polícia Civil.

Um levantamento de câmeras feito pela Polícia Civil conseguiu a imagem de uma câmera, que mostra o veículo trafegando pela Avenida Tereza Cristina, próximo à Rua Monte Simplon. Depois disso, não foi mais visto em câmeras da mesma avenida e nem da Via Expressa ou Avenida Amazonas.

Anderson prestava serviço para dois aplicativos, Uber e 99. Ambos os serviços já se colocaram à disposição da polícia para prestar informações sobre os últimos serviços atendidos por Anderson.

Já se sabe que antes dessa corrida de Santa Luzia para BH, ele tinha feito duas corridas entre bairros da Santa Luzia. A principal suspeita dos policiais é que ele teria sido rendido por ladrões na Cabana do Pai Tomás.

Confissão


Os irmãos contaram à Polícia Militar, segundo o sargento Arlindo, que eles tinha cometido o crime de maneira premeditada, pois “chamaram o veículo de aplicativo, já com o pensamento de assaltá-lo”.

O sargento contou que depois de encontrarem o carro e o corpo, populares deram dicas importantes sobre os suspeitos. “Fizemos perguntas a pessoas que moram nas proximidades de onde foram encontrados os veículo e o corpo e isso nos levou a capturar os irmãos”.

O corpo encontrado em Vespasiano foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML). Parentes de Anderson confirmaram que o corpo é o do motorista.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade