Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

COVID-19: Varginha registra 51 casos e atinge 100% dos leitos de UTI

Cidade ultrapassou os 2 mil registros do novo coronavírus e prefeitura diz que vai intensificar as fiscalizações no município


23/12/2020 12:14 - atualizado 23/12/2020 13:20

Varginha intensifica fiscalizações para combater o avanço do novo coronavírus(foto: Fundação Cultural/divulgação)
Varginha intensifica fiscalizações para combater o avanço do novo coronavírus (foto: Fundação Cultural/divulgação)
O crescente número de casos de COVID-19 preocupa a Prefeitura de Varginha, no Sul de Minas. Nessa terça-feira (22/12), a cidade somou 51 registros do novo coronavírus e uma morte em decorrência da doença. Com esse salto, o município ultrapassou os 2 mil casos e atingiu 100% de ocupação dos leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

 

De acordo com a prefeitura, o Hospital Regional não tem mais leitos disponíveis. O Hospital de Campanha também tem ocupação significativa. “São cinco pacientes na UTI e dois em leitos de enfermaria, sendo pessoas de Varginha, Campanha e Elói Mendes”, explica o secretário de Saúde, Luiz Carlos Coelho.

 

Dos 51 registros de COVID-19 nessa terça, 25 são homens e 26 mulheres. Um idoso de 90 anos, com comorbidades, que estava internado desde o último dia 9 dezembro, morreu.

 

Prefeito Vérdi Melo se reúne com o Comité COVID-19(foto: Ascom/divulgação)
Prefeito Vérdi Melo se reúne com o Comité COVID-19 (foto: Ascom/divulgação)
Com esse salto, o município soma 2.056 casos do novo coronavírus e 47 mortes confirmadas. A Prefeitura de Varginha publicou nota para alertar a população das medidas de prevenção e combate ao novo coronavírus.

 

“Infelizmente, os casos estão crescendo muito. Nós estamos muito preocupados, principalmente pela quantidade de pessoas que vem apresentando os sintomas”, lamenta Vérdi Lúcio Melo, prefeito de Varginha.

 

Segundo a prefeitura, uma força-tarefa foi montada para as festividades de fim de ano e vai fiscalizar de forma ostensiva atividades que possam gerar aglomerações. “Promovendo a interdição e a cassação de alvarás de estabelecimentos que não respeitem os protocolos de segurança”, afirma assessoria de imprensa da prefeitura.

 

No último fim de semana, um bar na zona rural foi interditado pela prefeitura. De acordo com a Vigilância Sanitária, aproximadamente 500 pessoas participavam de uma cavalgada. “A denúncia foi registrada via Disk Denúncia da Secretaria de Saúde. O bar foi interditado e multado e o responsável responderá pelo fato em processo administrativo sanitário”, explica.

 

A prefeitura diz que conta com a ajuda da população no combate ao novo coronavírus. “A prefeitura lembra que o uso da máscara, álcool em gel e distanciamento social ainda são a melhor forma de combater a transmissão da COVID-19.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade