Publicidade

Estado de Minas CRIME PASSIONAL?

Mulher atropela e mata namorado em Uberaba

Ela o arrastou por cerca de 15 metros e o arremessou para dentro de um bar; testemunhas contaram que houve discussão entre o casal antes do crime


05/12/2020 13:20 - atualizado 05/12/2020 13:46

Após o atropelamento, os veículos pararam dentro de um bar(foto: 8º BBM/Divulgação)
Após o atropelamento, os veículos pararam dentro de um bar (foto: 8º BBM/Divulgação)
Uma mulher, de 30 anos, atropelou e matou o namorado, de 32 anos, na madrugada deste sábado (05/12) em frente a um bar no bairro Estrela da Vitória, em Uberaba, no Triângulo Mineiro.

A mulher tentou fugir do local, mas foi presa em flagrante. Ela dirigia um Ford Corsa na hora do atropelamento e a vítima estava numa moto Honda CG. Não há informações sobre a motivação do homicídio.

Após o impacto, segundo informações do comandante do 8º Batalhão de Bombeiros Militar (BBM), tenente coronel Anderson Passos, os veículos foram parar dentro de um bar, sendo que a moto ficou em cima de uma mesa de sinuca. “A vítima foi atendida por equipe médica, mas não suportou a gravidade das lesões múltiplas. O bar teve sua estrutura comprometida e a defesa civil foi acionada”, contou.
 
Antes de ser arremessada para dentro de um bar, a vítima foi arrastada por cerca de 15 metros(foto: 8º BBM/Divulgação)
Antes de ser arremessada para dentro de um bar, a vítima foi arrastada por cerca de 15 metros (foto: 8º BBM/Divulgação)

Segundo a PM, o atropelamento foi intencional, registrado por câmeras de segurança. Além disso, testemunhas relataram que houve uma briga do casal antes do crime, nas proximidades do bar. Ainda conforme a PM, a mulher havia ingerido bebida alcoólica e não tinha carteira de motorista.
 
Imagens de circuito de segurança mostraram o momento da fuga da vítima, que entra na contramão de uma rua. Em seguida, a moto é atingida na traseira. Depois, de acordo com a PM, a motocicleta foi arrastado por cerca de 15 metros e arremessada para dentro do bar. 
A perícia técnica da Polícia Civil esteve no local. A investigação ficará com a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade