Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

COVID-19: PBH suspende cirurgias eletivas diante do aumento nos casos

Cirurgias estarão suspensas até que os indicadores epidemiológicos permitam sua liberação. Nas últimas 24 horas, a capital mineira registrou 271 novos diagnósticos


20/11/2020 20:23 - atualizado 20/11/2020 21:17

Alta nos casos de COVID-19 levou à suspensão das cirurgias(foto: Túlio Santos/EM/D.A Press )
Alta nos casos de COVID-19 levou à suspensão das cirurgias (foto: Túlio Santos/EM/D.A Press )
A Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte (SMSA) determinou nesta sexta-feira (20) a suspensão imediata dos procedimentos cirúrgicos eletivos em todos os estabelecimentos de saúde contratados do SUS-BH.
  
Isso considerando o momento atual da pandemia COVID-19, no qual se observa um aumento importante do número de internações na capital. As cirurgias estarão suspensas até que os indicadores epidemiológicos permitam sua liberação.

Em comunicado assinado por Jackson Machado nesta sexta-feira (20) e enviado aos hospitais da capital mineira, a recomendação é que os serviços privados procedam da mesma forma. 

Números da COVID-19


Belo Horizonte chegou a 52.352 casos confirmados de COVID-19. O número representa uma diferença de 271 novos diagnósticos em relação ao levantamento anterior, divulgado nessa quinta. O informe publicado pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) também indica 13 registros de mortes a mais que o boletim de ontem.

Ao todo, 1.610 pessoas já perderam a vida na capital por causa da doença. Os leitos apresentaram comportamentos diferentes de ocupação no boletim desta sexta. Isso porque a demanda por vagas na terapia intensiva subiu de 35% para 37%.

Unidades de enfermaria, no entanto, tiveram uma leve queda, de 35,6% para 34,2%. No começo da semana, as taxas estavam em 31,8% e 29,8%, respectivamente. Apesar do aumento entre segunda e hoje, os dois parâmetros permanecem na fase controlada, abaixo dos 50%. A prefeitura considera no índice a rede SUS e a suplementar.

A taxa de transmissão, também conhecida como Rt, após começar a semana no maior índice registrado desde o começo de julho, teve uma nova queda nesta sexta. De acordo com a prefeitura, o nível está em 1,09. Na segunda, estava em 1,13.

Ou seja, atualmente, 100 pessoas infectadas podem passar a doença para outras 109. Na terça, o Rt caiu para 1,12, chegando a 1,10 na quarta. Nessa quinta, o índice estava em 1,10. Vale lembrar que o parâmetro vai para a fase amarela, a intermediária, a partir de 1.

(Com informações de Matheus Adler)


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade