Publicidade

Estado de Minas INTERIOR DE MINAS

COVID-19: Teófilo Otoni ignora onda vermelha e mantém comércio aberto

Município foi classificado na onda vermelha do Minas Consciente, que só permite o funcionamento dos serviços essenciais


20/11/2020 18:23 - atualizado 20/11/2020 20:52

Monumento à emigração alemão com as cores, verde, amarela e vermelha, as mesmas das ondas do Minas Consciente(foto: Comtur Teófilo Otoni Divulgação)
Monumento à emigração alemão com as cores, verde, amarela e vermelha, as mesmas das ondas do Minas Consciente (foto: Comtur Teófilo Otoni Divulgação)

Teófilo Otoni, na região Nordeste de Minas, vai continuar com todas as suas atividades econômicas funcionando normalmente, especialmente o comércio, sem alterações. A decisão é da prefeitura e contraria a determinação do Comitê Extraordinário COVID-19, que na quarta-feira (18), incluiu Teófilo Otoni e todas as cidades da região Nordeste de Minas na onda vermelha do Plano Minas Consciente, que permite apenas o funcionamento das atividades essenciais.

O prefeito de Teófilo Otoni, Daniel Sucupira (PT), em entrevista à uma emissora de rádio local, disse que recebeu com espanto a inclusão de sua cidade na onda vermelha. O espanto se deu diante da decisão do governo de Minas, que segundo ele, não considerou os índices relativos à COVID-19 no município, que estão baixos.
 
Sucupira disse que pode rever a continuidade de Teófilo Otoni no Plano Minas Consciente caso os critérios utilizados na classificação de sua cidade nas ondas não sejam técnicso e não considerem as ações de enfrentamento da COVID-19 que estão sendo desenvolvidas em sua gestão.

O subprocurador-geral da prefeitura de Teófilo Otoni, Pedro Dutra, informou que entrou com um recurso junto ao Comitê Extraordinário COVID-19, contestando a inclusão da cidade na onda vermelha.  “Foi uma surpresa para nós, diante do nosso histórico e do quadro epidemiológico que era favorável a permanecer na onda verde”, disse.

Ele explicou que o recurso propõe uma análise dos critérios usados pelo Comitê. Para ele, Teófilo Otoni  possui indicadores favoráveis, que garantem a reivindicação de permanência na onda verde. “Vamos aguardar o julgamento do nosso recurso e enquanto isso as nossas atividades econômicas continuaram funcionando de acordo com a onda verde”, disse. 

No site da Prefeitura de Otoni, o boletim epidemiológico divulgado, tem data de 18/11. Mostra que ma cidade, 23 pessoas estão internadas com sintomas da COVID-19, sendo 4 em UTI e 19 em leitos clínicos. A ocupação dos leitos clínicos no município é de 36,66% e dos leitos UTI COVID-19, 38,88%.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade