Publicidade

Estado de Minas LESTE DE MINAS

Valadares: Na onda vermelha, prefeitura vai intensificar fiscalização

De acordo com o secretário de governo, Marcos Sampaio, nos últimos dias, observou-se um relaxamento das pessoas em relação às medidas para conter o avanço da COVID-19


19/11/2020 20:09 - atualizado 19/11/2020 21:39

Na onda vermelha, os passeios públicos da área central serão desocupados pelos ambulantes e no comércio, só o essencial(foto: Tim Filho)
Na onda vermelha, os passeios públicos da área central serão desocupados pelos ambulantes e no comércio, só o essencial (foto: Tim Filho)
A partir deste sábado (21), Governador Valadares e todas as cidades da macrorregião leste estarão na onda vermelha do Plano Minas Consciente. Apenas os serviços essenciais poderão funcionar nos municípios da macrorregião leste. Em Governador Valadares, os comerciantes já estão protestando, alegando que terão prejuízos, principalmente na semana em que se inicia a Black Friday.

Apesar dos protestos, a entrada na onda vermelha já estava prevista na semana passada, quando lideranças empresariais e do comércio, se mobilizaram para evitar o pior, ou seja, que a cidade mergulhasse de cabeça na onda vermelha. Tentaram ao máximo desenvolver ações  contra a regressão de ondas, de amarela para vermelha, mas o esforço foi em vão.

Uma dessas ações foi pedir aos candidatos para cancelar os eventos políticos que gerassem aglomeração na véspera da eleição, pedindo a todos que cancelassem caminhadas e carreatas. Não deu certo, houve aglomeração antes, durante e depois da votação, com candidatos e apoiadores indo à festas e comemorações no fim de noite.

Nesta quinta-feira, o secretário de governo, Marcos Sampaio, disse que na reunião com as lideranças empresariais e do comércio na semana passada, a Prefeitura apresentou os números preocupantes sobre a COVID-19. O secretário disse que apesar dos carros de som terem percorridos várias ruas da cidade alertando a população para ter cuidado em relação ao contágio, “a gente notou um relaxamento muito grande a população”, disse.
 

Fiscalização severa 


A próxima ação será intensificar a fiscalização a partir de sábado. Quem desobedecer as medidas de isolamento será multado e pode até ter o alvará de funcionamento de seu negócio ou comércio cassado, segundo o secretário.

No boletim epidemiológico desta quinta-feira, a prefeitura divulgou três mortes de pacientes que estavam internados com a COVID-19 e 63 novos casos, números que demonstram uma escala vertiginosa da doença na cidade. Nos hospitais particulares, a ocupação dos leitos UTI COVID-19 continua em 100% e nos hospitais públicos, com atendimento pelo SUS, esse índice chegou a 85,40%.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade