Publicidade

Estado de Minas GOLPE

Estelionatário é preso após causar prejuízo de R$ 90 mil a compradores de imóveis em Minas

Jovem vendia imóveis dos quais não era proprietário em Brumadinho. Ele falsificava registros, contratos e escrituras dos terrenos


13/11/2020 13:41 - atualizado 13/11/2020 14:03

Na imagem, um dos terrenos
Na imagem, um dos terrenos "vendidos" pelo estelionatário (foto: Polícia Civil de Minas Gerais/ Divulgação)
Um jovem, de 21 anos, foi preso preventivamente por vender imóveis dos quais não era proprietário em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O prejuízo às vítimas pode ultrapassar a soma de R$ 90 mil. O suspeito foi autuado pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), em Sarzedo, também na Grande BH e, nesta sexta-feira (13), as informações foram repassadas em coletiva de imprensa.

De acordo com o delegado Bernardo Barros Machado, chamou a atenção da polícia a habilidade que o jovem tinha para enganar as vítimas. “Ele, apesar da pouca idade, conduzia um esquema que envolvia até mesmo falsificação de documentos”, observa.

O mecanismo para cometer os golpes, segundo o delegado Ricardo Cesari, responsável pelas investigações, era sempre o mesmo: “Ele falsificava registros, contratos e escrituras dos terrenos e os negociava com as vítimas, sempre em um valor abaixo do mercado. Para tanto, ele pedia um sinal de entrada em valor também baixo e, quando o recebia, desaparecia”, detalha.

“O suspeito teria, inclusive, ameaçado uma das vítimas caso o denunciasse após a descoberta do golpe", complementou Ricardo. 

Em Sarzedo, a polícia identificou três vítimas do mesmo crime, totalizando R$ 50 mil em prejuízo.

Já em Brumadinho, a Polícia Civil segue as investigações, mas já há indícios de que se trata do mesmo suspeito, somando mais R$ 42 mil em perdas para outras quatro vítimas daquele município.

Nos três meses de investigações, além da prisão preventiva, a PCMG conseguiu com o Poder Judiciário o bloqueio de bens do investigado, no valor de R$ 50 mil, além da apreensão de um carro que teria sido dado como sinal em uma das transações. Um segundo veículo, produto do mesmo crime, ainda é procurado pela polícia para restituição às vítimas.

O suspeito deve responder pelos crimes de estelionato e coação no curso do processo.

Em Brumadinho, as investigações estão em andamento.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade