Publicidade

Estado de Minas INVESTIGAÇÃO

Polícia apreende em Contagem parte de carga de polvilho desviada do Paraná

Na ação, foram recuperadas 35 toneladas do produto, mas, desde o fim de outubro, agentes já tinham conseguido interceptar outras 25 toneladas


12/11/2020 14:43 - atualizado 12/11/2020 15:38

Carga apreendida faz parte de carregamento de 500 toneladas que foi desviado de empresa paranaense(foto: PCMG/Divulgação)
Carga apreendida faz parte de carregamento de 500 toneladas que foi desviado de empresa paranaense (foto: PCMG/Divulgação)
A Polícia Civil localizou 35 toneladas de polvilho azedo, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, na tarde dessa quarta-feira (11). A carga apreendida faz parte de um carregamento de 500 toneladas de polvilho azedo e 180 toneladas de fécula de mandioca desviado de uma empresa de produtos alimentícios e industrial do Paraná.

No último dia 3, policiais civis já haviam recuperado 25 toneladas dessa carga. Nas duas ações, que resultaram na apreensão de 60 toneladas da mercadoria, o material estava armazenado em galpões de Contagem.

A empresa vítima foi alvo de estelionato em junho e registrou a ocorrência em julho, na cidade de Paranavaí, no Paraná. O material está depositado aos proprietários e aguarda a retirada pelos representantes da empresa.

Um suspeito foi conduzido à delegacia para prestar esclarecimentos.

Na ação do início do mês, os agentes ainda apreenderam 600 galões de 18 litros de óleo de soja, 50 caixas de cola e 600 caixas de ketchup, todos sem documentação ou procedência comprovada. Na ocasião, três indivíduos que se apresentaram como responsáveis pelos produtos foram encaminhados à Delegacia Especializada em Investigação e Repressão ao Furto, Roubo e Desvio de Cargas para providências legais.

A investigação teve início em 29 de outubro, após uma equipe da Delegacia Especializada em Investigação e Repressão ao Furto, Roubo e Desvio de Cargas (Depatri) receber informações de que parte de produtos desviados estariam sendo comercializados por uma empresa de Contagem.

O polvilho apreendido no dia 3 corresponde aos lotes roubados no Paraná, já o óleo foi identificado como produto de roubo de carga, ocorrido um dia antes, na BR-262, altura do município de Araxá, no Alto Paranaíba. Não foi possível determinar a procedência dos demais materiais apreendidos, porém não foi apresentada a documento de origem. Nessa ação, dois empresários, ambos de 46 anos, foram encaminhados à delegacia e irão responder por receptação.

Todos os produtos foram depositados aos proprietários e aguardam a vinda de representantes das empresas vítimas para devida restituição. As investigações continuam a fim de localizar os demais carregamentos desviados, assim como para identificar e prender outros envolvidos no crime.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade