Publicidade

Estado de Minas LESTE DE MINAS

Ipatinga volta à onda amarela 5 dias depois de ingressar na onda verde

O anúncio de retorno foi feito pela prefeitura, comunicada oficialmente hoje pelo governo do estado. Medida se aplica aos demais municípios do Vale do Aço


22/10/2020 20:53 - atualizado 22/10/2020 21:20

Ipatinga, principal cidade do Vale do Aço, já tinha pronto o protocolo para retomada das atividades previstas na onda verde(foto: PMI/Divulgação)
Ipatinga, principal cidade do Vale do Aço, já tinha pronto o protocolo para retomada das atividades previstas na onda verde (foto: PMI/Divulgação)

Ipatinga e as cidades da microrregião do Vale do Aço retornaram à onda amarela do Plano Minas Consciente, cinco 5 dias depois de ter ingressado na onda verde. O comunicado relativo ao retorno à onda amarela foi feito nesta quinta-feira (22) pela Prefeitura de Ipatinga.

Na quarta-feira (21), o governo do estado informou que as macrorregiões de Saúde Triângulo do Norte e Triângulo do Sul tiveram piora nos índices e, por isso, regrediram para a onda amarela, se unindo às macrorregiões Leste do Sul, Vale do Aço e Nordeste. Nesta quinta-feira a prefeitura recebeu o comunicado oficial, com decisão do governo, e divulgou à população.

 

A decisão do Comitê Extraordinário COVID-19, do governo do estado, frustrou as decisões do Comitê Gestor de Crise COVID-19 de Ipatinga, que havia divulgado na terça-feira (19) o protocolo a ser seguido pelos produtores de eventos da cidade, durante a pandemia do novo coronavírus

 

O protocolo foi elaborado com base na flexibilização permitida pela onda verde, alterando o número de pessoas presentes nos eventos e algumas regras próprias, por meio de decreto assinado pelo prefeito Nardyello Rocha. À época, o prefeito alertou a todos para continuar obedecendo as regras de enfrentamento da COVID-19 para não ter o dissabor de voltar à onda amarela.

 

Setor cultural

O retorno meteórico à onda amarela não causou desconforto aos produtores culturais, pois não houve tempo para a retomada das atividades. O Instituto Usiminas, principal produtor de eventos do Vale do Aço, informou que o retorno do município de Ipatinga para a onda amarela não alterou a sua programação, tendo em vista que ainda não havia sido cogitada a abertura dos seus teatros. 

 

"A programação virtual continua sendo oferecida nos canais digitais do Instituto Usiminas. O Instituto segue acompanhando as tomadas de decisões do poder público em relação à COVID-19", informou a direção do instituto.

 

No Boletim Epidemiológico desta quinta-feira, Ipatinga registrou mais uma morte por COVID-19. A vítima é uma mulher de 73 anos, moradora do Bairro Veneza. Com a confirmação desse novo óbito, Ipatinga soma 208 pessoas que morreram por complicações da doença. Os familiares da vítima receberam as devidas orientações para a realização do sepultamento. 

 

O início da onda amarela em Ipatinga e microrregião do Vale do Aço será a partir deste sábado (24). Somente são permitidas as seguintes atividades:

 

- Bares (consumo no local);

- Autoescolas e cursos de pilotagem;

- Salões de beleza e atividades de estética;

- Comércio de eletrodomésticos e equipamentos de áudio e vídeo;

- Papelarias, lojas de livros, discos e revistas;

- Lojas de roupas, bijuterias, joias, calçados, e artigos de viagem;

- Comércio de itens de cama, mesa e banho;

- Lojas de móveis e lustres;

- Imobiliárias;

- Lojas de departamento e duty free;

- Lojas de brinquedos;

- Academias (com restrições);

- Agências de viagem;

- Clubes.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade