Publicidade

Estado de Minas SUSTO NO ASFALTO

Bicampeão de ciclismo Ricardo Alcici se recupera de acidente em BH

Ciclista de estrada foi atingido por carro na Pampulha, mas passa bem após exames. Pelas redes sociais, admiradores reclamaram dos desrespeitos no trânsito


07/10/2020 06:00 - atualizado 07/10/2020 09:44

Atleta venceu prova do Campeonato Brasileiro de 2010 e é especializado em treinamento esportivo(foto: Reprodução da internet/Instagram/@ricardoalcici)
Atleta venceu prova do Campeonato Brasileiro de 2010 e é especializado em treinamento esportivo (foto: Reprodução da internet/Instagram/@ricardoalcici)


O bicampeão brasileiro de ciclismo de estrada e vice-presidente da Federação Mineira de Ciclismo (FMC), Ricardo Alcici Matos, de 40 anos, está consciente e não corre risco de morte, após ter sido atropelado na madrugada de ontem, na Avenida Otacílio Negrão de Lima, no Bairro Bandeirantes, Região da Pampulha, em Belo Horizonte. De acordo com Paulo Aquino, presidente da FMC, Matos realizou exames e passa bem.

“O quadro neurológico dele é bem estável. Parece que está com uma fratura de clavícula e com um pequeno trauma torácico, não muito complicado”, afirmou Paulo Aquino. Ele conversou com a mulher de Ricardo Matos e foi informado de que o ciclista fez exame de ultrassom. “Graças a Deus foi só um susto mesmo.”
 
A Polícia Militar (PM) foi chamada às 5h57. Quando os militares chegaram ao local, o ciclista estava consciente e sendo levado de ambulância a um hospital particular no Bairro Santa Efigênia, Região Centro-Sul de Belo Horizonte. Os policiais foram até lá para ouvi-lo.

Segundo o boletim de ocorrência, ele conta que, por volta das 5h40, se encontrou com um amigo perto da Toca da Raposa e seguiram pedalando juntos. Ao passar pela rotatória entre a Avenida Otacílio Negrão de Lima com a Rua Orsi Conceição de Minas, ele não se lembra de mais nada.

Já o amigo que o acompanhava contou que eles seguiam no sentido Zoológico, pedalando a cerca de 55 quilômetros por hora. Ao passar pelo trecho da orla, se depararam com um Gol ultrapassando outro carro e uma van. Foi esse Gol que atingiu Matos. O outro ciclista escapou da colisão porque estava um pouco mais atrás e conseguiu passar entre os dois carros. 

Inicialmente, a PM foi informada via 190 que o veículo que atingiu o ciclista estaria desgovernado. No entanto, o condutor do Gol, que tem 46 anos, disse que seguia pela orla sentido Centro quando viu dois veículos lentos à frente. Ele ultrapassou um deles, mas foi surpreendido pelo ciclista, que não tinha visto até então. O motorista ainda contou que tentou jogar o carro na direção do meio-fio, mas não conseguiu evitar a batida. 

Danos nos veículos evidenciavam o forte impacto da colisão. Trecho da avenida foi parcialmente interditado pela manhã(foto: Edésio Frreira/EM/DA Press)
Danos nos veículos evidenciavam o forte impacto da colisão. Trecho da avenida foi parcialmente interditado pela manhã (foto: Edésio Frreira/EM/DA Press)


No hospital, a PM foi informada que Ricardo Alcici sofreu ferimentos em uma clavícula, vértebras, contusão pulmonar, além de cortes e escoriações. O local do acidente foi periciado pela Polícia Civil e a bike do atleta foi entregue a um conhecido. 

Nesta quarta-feira, a Polícia Civil informou que a apuração do caso será realizada pela Divisão Especializada em Prevenção e Investigação de Crimes de Trânsito (DEPICT). Segundo a instituição, o motorista do carro é habilitado, não estava com sinais de embriaguez e prestou socorro a Ricardo Alcici. 

“A perícia esteve no local, e a previsão é que o laudo pericial fique pronto em 30 dias. Uma equipe da DEPICT será encaminhada ao local para verificar se há câmeras ou elementos que colaborem na apuração dos fatos”, diz a nota. A Polícia Civil também explica que para a instauração do inquérito, o ciclista ou representante legal precisa fazer uma representação criminal na divisão especializada em até seis meses. 

Aos 40 anos, Ricardo Alcici Matos é um ciclista de estrada. Ele é casado e tem um filho de oito anos. Foi bicampeão brasileiro na sua categoria, além de ter sido campeão da prova de quilômetro do Campeonato Brasileiro de 2010. Em 2012, venceu também a prova por equipes. É pós-graduado em treinamento esportivo e bem ativo nas redes sociais, divulgando conteúdos sobre treinamentos e ciclismo. 

Repercussão

Nas redes sociais, Ricardo Alcici recebeu milhares de mensagens de apoio nos comentários de suas postagens. Thiago Drews, o Bruto Drews, ciclista conhecido por ter cumprido diversos desafios pelo país, escreveu: “Força bruta na recuperação meu amigo e mentor da brutalidade.”

Houve grande repercussão nas redes sociais sobre o fato de os ciclistas não serem respeitados no trânsito. No Twitter, diversos internautas postaram suas indignações e revoltas. Páginas relacionadas ao ciclismo também compartilharam mensagens desejando boa recuperação ao atleta. *Estágiários sob supervisão da subeditora Marta Vieira


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade