Publicidade

Estado de Minas Volta às aulas

Decisão de volta às aulas presenciais em Minas cabe aos pais, diz SES

Governo divulga vídeo com orientações sobre os protocolos para retomada às aulas, mas a decisão final, em cada município, é do prefeito


05/10/2020 12:57 - atualizado 05/10/2020 13:36

(foto: Leandro Couri/EM/DA PRESS)
(foto: Leandro Couri/EM/DA PRESS)

A dois meses do fim de 2020 e encerramento do ano letivo, o governo de Minas autorizou o retorno às aulas presenciais. No entanto, a decisão de enviar os filhos ou não às escolas é dos pais. Em entrevista coletiva, nesta segunda-feira (5), o chefe de gabinete da Secretaria de Estado de Saúde, João Pinho, afirmou que o governo de Minas "respeita a autonomia das famílias". Em outras palavras, ele informou que as famílias podem optar se os filhos terão aulas presenciais ou no formato remoto nas escolas da rede estadual. As regras para o retorno foram elaboradas pelo Conselho Estadual de Educação e divulgadas em 18 de setembro.

 
João Pinho apresentou o vídeo em que os protocolos para a retomada das aulas presenciais são apresentados. João Pinho destacou que as orientações abarcam toda a comunidade escolar. Também foi reforçado que a decisão de reabrir as escolas cabe aos prefeitos. "Os gestores vão dizer o momento em que as aulas serão retomadas em suas cidades", destacou.
 
No vídeo, os pais são orientados sobre os cuidados que devem ser tomados. Os protocolos devem ser discutidos entre pais, professores, alunos e toda a comunidade escolar. Deve ser mantida a distância de um metro e meio entre as pessoas, de acordo com as marcações, bem como é obrigatório o uso de máscaras e de álcool em gel. As crianças não podem levar brinquedos para a escola. Também haverá redução no tempo de intervalo entre as aulas e o recreio, de modo a reduzir o contato entres os estudantes.
 
"Para que a autorização de voltas às aulas seja eficiente, é preciso que todos sigam as recomendações. Não são recomendações apenas para os alunos, apenas para os professores e gestores da escola. São orientações que abarcam toda a comunidade escolar, pais e responsáveis", afirmou João Pinho.
 
O protocolo está disponível nos endereços na internet das secretarias de Saúde, Educação e do programa Minas Consciente. 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade