Publicidade

Estado de Minas QUEIMADAS

Ouro Preto: Incêndio no Parque Estadual do Itacolomi ganha grandes proporções

Chamas consomem o parque há dois dias; danos ao meio ambiente ainda não podem ser calculados


03/10/2020 20:15 - atualizado 03/10/2020 21:41

Na noite de sexta-feira, o fogo começou a avançar por uma área de difícil acesso(foto: Danilo Nonato/Divulgação)
Na noite de sexta-feira, o fogo começou a avançar por uma área de difícil acesso (foto: Danilo Nonato/Divulgação)

Um incêndio que se iniciou na madrugada dessa sexta-feira (2) no Parque Estadual do Itacolomi, em Ouro Preto/Mariana, Região Central de Minas Gerais, tomou grandes proporções neste sábado (3). De acordo com a gerente do parque, Maria Lúcia Coimbra Cristo, o incêndio começou às 5h de sexta e o fogo ainda estava pequeno. Horas depois, ganhou força.


“Imediatamente, acionei as aeronaves de combate ao incêndio. Só que colocaram fogo em uma área que tem muito combustível, e o incêndio ganhou força. Convoquei os funcionários do parque, a minha brigada, começamos o combate às 7h. Às 11h, o sol estava muito quente, o fogo se espalhou e não conseguimos concluir os trabalhos”, conta.

Na manhã deste sábado (3) foi criada uma força-tarefa composta pela 2ª Companhia de Bombeiros Militar de Ouro Preto, brigadistas e equipe de apoio do Instituto Estadual de Florestas (IEF), voluntários e Polícia Militar de Minas Gerais.

Além disso, o IEF disponibilizou quatro aeronaves e dois helicópteros e a Polícia Militar de MG usou drones para identificar os focos de incêndio e assim ajudar a combater as chamas.

 

“Mesmo com cerca de 60 pessoas trabalhando incansavelmente, na manhã e tarde deste sábado, não conseguimos controlar o incêndio. Acredito que vai durar alguns dias e ainda não podemos calcular os prejuízos. Serão vários danos ambientais, muita flora e fauna perdidos, que levarão anos para se recuperar”, lamenta a diretora do parque.

 

Ainda segundo Lúcia, a população de Ouro Preto e Mariana também ajudou no combate ao incêndio doando água.

O IEF disponibilizou quatro aeronaves e dois helicópteros para ajudar no combate às chamas(foto: Danilo Nonato/Divulgação)
O IEF disponibilizou quatro aeronaves e dois helicópteros para ajudar no combate às chamas (foto: Danilo Nonato/Divulgação)
“Destaco o apoio dos brigadistas e funcionários do Parque do Itacolomi, eles muito contribuíram para que não tivesse uma tragédia maior. Eles conhecem todo o parque e são pessoas fundamentais nestas horas”, afirma Maria Lúcia Coimbra Cristo. 

 

De acordo com o Corpo de Bombeiros, as chamas foram concentradas em dois focos de difícil acesso.

A operação foi suspensa, devendo retornar neste domingo (4) pela manhã.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade