Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Retorno às aulas deverá ter consulta aos pais em Ribeirão das Neves

Secretaria Municipal de Educação analisa possível volta às atividades escolares, ainda sem data prevista, mas planeja que seja realizada de forma gradual


25/09/2020 16:44 - atualizado 25/09/2020 17:12

Em Contagem, que não segue o Minas Consciente, decisão sobre retorno das aulas presenciais deve sair na próxima segunda(foto: Geraldo Tadeu/Divulgação)
Em Contagem, que não segue o Minas Consciente, decisão sobre retorno das aulas presenciais deve sair na próxima segunda (foto: Geraldo Tadeu/Divulgação)
Após o governo do estado anunciar a possibilidade de retorno das aulas presenciais para o próximo dia 5 para as cidades que estiverem na onda verde do plano Minas Consciente, prefeituras estão ainda cautelosas, mas começaram a se articular para verificar as condições das unidades escolares e definir os devidos protocolos.

Mesmo sem uma data preestabelecida, Ribeirão das Neves, na Grande BH, afirmou nesta sexta-feira que está construindo um protocolo sanitário junto ao Comitê de Combate ao COVID-19. Mesmo se confirmado o retorno das aulas, a Secretaria municipal de Educação planeja realizar uma consulta com os pais dos 24 mil alunos para mapear o percentual de estudantes seriam enviados às escolas pelos seus responsáveis.

Além, a volta às aulas aconteceria de forma gradual. Primeiro retornariam os alunos dos segmentos finais do Ensino Fundamental, do nono ano, além daqueles que estão nos módulos finais da EJA (Educação de Jovens e Adultos).

Em Contagem, também localizada na Grande BH, o destino dos 60 mil estudantes na rede municipal de ensino será definido na próxima segunda-feira, durante encontro do Comitê de Enfrentamento à COVID-19.

Embora o município não tenha aderido ao plano Minas Consciente, tem seguido um protocolo muito semelhante ao estadual e a prefeitura diz que a cidade se encontra em uma fase similar de flexibilização da onda amarela.

Os protocolos estaduais definidos para a reabertura das escolas devem ser seguidos pelo município. Além das escolas de Ensino Básico e Fundamental, o município também responde pela Fundação de Ensino de Contagem (Funec), que atua com turmas de Ensino Médio e Técnico.

Em Pará de Minas, no centro-oeste mineiro, o procurador jurídico do município, Hernando Fernandes da Silva, afirmou que a cidade só irá definir os protocolos a partir do momento que o governo do estado oficializar o retorno das atividades escolares.

Segundo Hernando declarou nesta sexta-feira (25) a uma rádio local, o município não pode avançar na avaliação dos riscos e benefícios antes de conhecer a íntegra das propostas do governo. Ele garante que as escolas estão preparadas para receber os alunos.

“Por enquanto vamos aguardar a publicação de atos [do governo estadual] para aí tomarmos as medidas, chamarmos o Comitê se for necessário. Se tiver que iniciar não temos problema nenhum. [As escolas] Estão todas estruturadas, tanto em termo físico quanto em meio pessoal. Mas só vamos iniciar a partir do momento que o Estado tomar qualquer medida, porque seria uma loucura a gente começar sozinho, isolado”.

Em Sete Lagoas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, a prefeitura diz que aguarda a entrada da cidade na onda verde para pensar o retorno das aulas presenciais. A cidade integra o Minas Consciente e se encontra na onda amarela neste momento. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade