Publicidade

Estado de Minas Sistema de Saúde

Internações por COVID-19 atingem pico e preocupam Patos de Minas

Maiores temores são o possível impacto no sistema de saúde local e o aumento de mortes por coronavírus


24/09/2020 10:48 - atualizado 24/09/2020 11:10

Com 21 pacientes, hospital de campanha atingiu o pico de internações(foto: Divulgação/Prefeitura de Patos de Minas)
Com 21 pacientes, hospital de campanha atingiu o pico de internações (foto: Divulgação/Prefeitura de Patos de Minas)
Nesta semana, o hospital de campanha de Patos de Minas, no Alto Paranaíba,atingiu sua maior lotação desde o início da pandemia e os números de COVID-19 na cidade preocupam o Comitê Municipal de Enfrentamento à doença. O temor é o impacto no sistema de saúde local, com possível falta de leitos e aumento de mortes decorrentes do novo coronavírus.

Com 21 pacientes, sendo 16 em leitos clínicos e quatro em UTI, o hospital de campanha atingiu o pico de internações totais. Em relação apenas à ocupação de leitos clínicos, na terça-feira (22), esse número chegou a 18, maior índice até agora. Na rede privada de saúde, 27 pessoas estavam internadas em três hospitais do Município, sendo que 24 já tinham testado positivo para COVID-19. Patos de Minas é referência para as outras 11 cidades que integram a microrregião. Foram registradas ainda 11 mortes desde o início de setembro, ou seja, média de um óbito a cada dois dias.

O hospital provisório trouxe 32 leitos específicos para tratar pacientes com COVID-19. Desse total, nove são UTIs. Dos 23 clínicos, dez serão transformados em leitos de estabilização, a partir da instalação de respiradores já entregues pelo Governo Federal.

“Já é visível o resultado das aglomerações. Sempre disse e volto a dizer que o comportamento irresponsável de alguns tem contribuído com o aumento na procura por leitos hospitalares. Reconheço que o trabalho dos fiscais não é fácil, considerando a indiferença de algumas pessoas em relação aos riscos evidentes”, disse a presidente do Conselho Municipal de Saúde, Fátima Gomes.

“Os mais jovens precisam entender que embora no geral tenham melhor imunidade, convivem com idosos e outras pessoas de grupos de risco. Se não nos cuidarmos, poderemos levar o perigo para dentro de casa”, afirmou o coordenador do Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19, Célio Adriano Lopes.

A quantidade de novos casos também aponta preocupação, uma vez que nos últimos 30 dias houve, em média, 15 confirmações diárias. O número é considerado elevado pela Vigilância Epidemiológica do Município, que havia registrado tendência de queda até a  primeira quinzena de setembro.

A previsão é de que Patos de Minas termine esta semana com mais novos casos em comparação a semanas anteriores. Mais uma vez, o motivo seria o relaxamento nos cuidados por parte da população.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade