Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Sabará: funcionários de UPA transitam na unidade sem máscara

O uso da máscara é obrigatório em ambientes públicos como protocolo contra a COVID-19. Paciente gravou funcionários da UPA Padre Lázaro Pereira Crispim, no bairro Nações Unidas, transitando dentro da unidade sem o equipamento de segurança


21/09/2020 16:23 - atualizado 21/09/2020 19:22

Funcionários foram filmados transitando sem máscaras dentro da UPA Padre Lázaro Pereira Crispim, em Sabará. (foto: Redes Sociais/Divulgação)
Funcionários foram filmados transitando sem máscaras dentro da UPA Padre Lázaro Pereira Crispim, em Sabará. (foto: Redes Sociais/Divulgação)

Um vídeo divulgado e compartilhado por centenas de pessoas tem circulado nas redes sociais de moradores de Sabará, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Trata-se de um vídeo gravado dentro da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Padre Lázaro Pereira Crispim, no Bairro Nações Unidas, onde uma pessoa grava funcionários, vários deles uniformizados, transitando dentro da unidade hospitalar sem o uso da máscara.

 

As imagens captadas por um telefone celular foram feitas em 10 de setembro, mas ainda tem causado discussões nas redes sociais. Nas postagens, há opiniões divergentes e há quem ache exagero o vídeo ter sido divulgado. 

 

O infectologista e professor de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Unaí Tupinambas, porém, alerta para a importância do uso da máscara, principalmente dentro do ambiente hospitalar, mesmo em locais de entrada ou saída de funcionários. “O uso da máscara como medida de prevenção é tão essencial que devemos usar até na rua. Todos os trabalhadores da saúde, em ambiente hospitalar, independentemente em que área esteja, se é da COVID ou não, devem usar sempre a máscara. Esse é um protocolo exigido no mundo inteiro. A disseminação do vírus se dá pelas vias aéreas e o mascaramento facial é importantíssimo”. 

 

A prefeitura de Sabará, por nota, informou que “os servidores que estavam na troca de plantão sem máscara receberam advertência verbal. Além disso, a prefeitura iniciou uma campanha de orientação sobre a obrigatoriedade do uso do EPI em todos os prédios públicos, reforçando o decreto municipal 2020/2020 de 17 de abril de 2020”. 

 

Segundo o último boletim epidemiológico, divulgado neste domingo (20) pela secretaria municipal de Saúde, Sabará acumula 1.200 casos confirmados, sendo 869 já recuperados e 50 mortes pelo novo coronavírus. Em uma semana a cidade registrou 63 novos casos e três novas mortes pela COVID-19.  

 

Por região, o Bairro Ana Lúcia é o que tem mais registros da doença, com 289 testes positivos, a Sede (bairros entre Caieira e Pompéu) tem 361 casos até o momento, Roça Grande 117 e General Carneiro 203 testados positivos. O Bairro de Fátima teve 98 registros, Borges 76 e Ravena 56 casos da COVID-19. 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade