Publicidade

Estado de Minas DISCÓRDIA

Cliente mata dono de bar a facadas por discordar de preço de coxinha

Comerciante foi golpeado a facadas porque teria cobrado R$ 0,50 a mais por uma coxinha de frango


05/09/2020 20:32 - atualizado 05/09/2020 21:05

Homens brigaram em bar por causa de preço de uma coxinha de frango(foto: Pixabay)
Homens brigaram em bar por causa de preço de uma coxinha de frango (foto: Pixabay)
Um desentendimento sobre o preço de um salgado terminou em morte em Simonésia, no Leste de Minas. De acordo com informações da Polícia Militar, o comerciante José Geraldo da Rocha, de 52 anos, foi assassinado a facadas na noite de sexta-feira (4) depois de discutir com um cliente no interior de um bar.
 
O motivo da briga foi fútil: enquanto o dono do estabelecimento cobrava R$ 3 por uma coxinha de frango, o autor do crime disse que o preço correto seria R$ 2,50. O autor do crime foi identificado como Marconi de Paula Vieira, de 30 anos.

O crime ocorreu no momento em que o bar se preparava para encerrar o expediente. A PM relatou que, depois de iniciar uma discussão nervosa a respeito do valor cobrado, o comerciante pegou um pedaço de madeira para agredir o cliente, mas foi contido por outras pessoas que ainda estavam no bar, que fica na comunidade de São Simão do Rio Preto.

Depois que José Geraldo desistiu da agressão, Marconi tirou uma faca e golpeou o comerciante nas costas e no pescoço. A vítima saiu correndo, sangrando. Ela foi socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na hora.

Marconi fugiu numa moto e não foi encontrado. Em nota, a Polícia Civil afirmou que está buscando meios para encontrar o autor do crime: "Assim que acionada, a Polícia Civil adotou as providências iniciais, com equipes de investigadores e perícia no local dos fatos. A Polícia Civil informa que o suspeito já foi identificado e está empreendendo todos os esforços para localizá-lo".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade