Publicidade

Estado de Minas SUL DE MINAS

Idosos morrem após carro capotar e cair em barranco de 15 metros

Casal seguia de Pimenta para Alfenas. Neta conseguiu falar com o avô logo após o acidente, e uma força-tarefa foi montada para encontrar as vítimas


10/08/2020 15:30 - atualizado 10/08/2020 18:41

Carro caiu em barranco de 15 metros após capotar(foto: Corpo de Bombeiros de Alfenas )
Carro caiu em barranco de 15 metros após capotar (foto: Corpo de Bombeiros de Alfenas )
Um casal de idosos morreu após o carro em que estavam capotar e cair em um barranco de 15 metros, na Rodovia MG 184, entre Areado e Alterosa, no Sul de Minas. O motorista, Odalino Rodrigues Moreira, de 82 anos e a mulher, Maria José Moreira, de 76, saíram de Pimenta, no Centro-Oeste de Minas, em direção a Alfenas.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu no fim da manhã desta segunda-feira (10). "A neta das vítimas ligou para o 193 e disse que conseguiu falar com o avô logo após o acidente. O idoso teria ligado para o celular da jovem e falou que não se sentia bem. Disse ainda que nem sabia onde estava, mas que já tinha passado a cidade Alterosa", informou David Cardoso, sargento do Corpo de Bombeiros.

Logo em seguida, começaram as buscas pelas vítimas. "Montamos uma força-tarefa para encontrar o veículo. As polícias militares de Alterosa e Areado, o Corpo de Bombeiros e a Polícia Rodoviária de Alfenas participaram da ocorrência", disse sargento.

Quando os bombeiros chegaram ao local, o casal já estava sem vida (foto: Corpo de Bombeiros de Alfenas )
Quando os bombeiros chegaram ao local, o casal já estava sem vida (foto: Corpo de Bombeiros de Alfenas )
Segundo o Corpo de Bombeiros, quando os militares chegaram ao local, as vítimas estavam presas pelo cinto de segurança e já sem vida. "O carro estava caído em um barranco de aproximadamente 15 metros", explica o sargento.

Odalino, de 82 anos, teria ligado para o celular da neta e falou que não se sentia bem(foto: Reprodução)
Odalino, de 82 anos, teria ligado para o celular da neta e falou que não se sentia bem (foto: Reprodução)
A neta dos idosos, Mariana Moreira, informou ao Estado de Minas, que o avô ia frequentemente para Alfenas. “Meu avô fazia manutenção do aparelho auditivo em um hospital de Alfenas. Ele aproveitava a viagem para comprar redes para vender”, lamenta a neta.

A perícia da Polícia Civil de Alfenas esteve no local. Os corpos dos idosos foram liberados e levados para a funerária.

Odalino e Maria José deixam três filhos, cinco netos e três bisnetos. O casal deve ser enterrado na cidade de Pimenta. 
 
 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade