Publicidade

Estado de Minas FÉ E ESPERANÇA

Há razões para acreditar: morador de rua é acolhido em hospital de BH e vê a vida se transformar

A história de Antônio Medeiros Júnior passou por uma reviravolta depois que ele entrou na unidade de saúde devido a um derrame


07/08/2020 13:35 - atualizado 07/08/2020 15:27

Antônio agora faz parte da equipe de segurança do Hospital da Baleia(foto: Hospital da Baleia/Divulgação)
Antônio agora faz parte da equipe de segurança do Hospital da Baleia (foto: Hospital da Baleia/Divulgação)

Uma luz na escuridão, já dizia o poeta. Por mais que sejam tempos sombrios, não esmorece o impulso para transformar. Tranformar vidas, reescrever histórias. Quando tudo sugere a negatividade, também há o que contar sobre o afeto e a solidariedade. Sentimentos de união e carinho que não desaparecem, mesmo com a pandemia. O que aconteceu com o morador de rua Antônio Medeiros Júnior, de 37 anos, é motivo para acreditar.

Ele vive em Belo Horizonte. Negro, sem emprego, solteiro e sem filhos, sofreu um derrame pleural no início de junho. No segundo dia daquele mês, deu entrada no Hospital da Baleia. Os sintomas como tosse, dor aguda no peito e falta de ar foram, no primeiro momento, associados à infecção pelo coronavírus, mas esse não foi o diagnóstico.

Logo no princípio de julho, depois do tratamento e da recuperação, recebeu alta. Mas como voltar para casa, se não existe para onde ir? É aí que começa a reviravolta. Antônio foi liberado pelos médicos, porém, diante de uma situação precária de vida, o hospital o acolheu. Ele pôde continuar na instituição até que conseguisse abrigo. E ali fez muitos amigos.

Bem cuidado e alimentado, não mais voltou à situação de abandono nas ruas, e ficou longe dos perigos de, em outro infortúnio, contrair a COVID-19. Hoje, agradece pelo afeto recebido por todos no Hospital da Baleia.

Enfermeiros e colaboradores administrativos se tornaram uma nova família, no coração. Sensibilizada, a equipe de enfermagem, inclusive, reuniu roupas e comprou materiais de desenho, uma paixão de Antônio, que também ganhou um celular, doado por outro funcionário do hospital.

Deixou a unidade de saúde em 27 de julho, não sem antes escrever uma carta de gratidão, no texto em que enaltece o atendimento médico dispensado e o apoio dos novos amigos. O depoimento chegou ao setor de Recursos Humanos do Hospital da Baleia.

Começou aí uma grande mobilização solidária e Antônio, que tem o ensino médio completo, acabou contratado pelo hospital. A partir de 3 de agosto, ingressou no time de segurança da instituição, e já é elogiado pela boa postura e desempenho na nova atividade - conquistou a confiança de todos.

E não para por aí. Antônio agora mora em uma república no Centro da capital. Uma história sobre fé, esperança e convicção de que dias melhores virão.

Leia a carta que Antônio dedicou aos amigos do Hospital da Baleia e que intitulou "A primeira impressão":

(foto: Arquivo Pessoal)
(foto: Arquivo Pessoal)
Meu nome é Antônio Medeiros Júnior. Tenho 37 anos, sou morador de rua, estou internado no hospital por causa de um derrame pleural diagnosticado na UPA Centro-Sul. Hoje me encontro a ponto de alta médica e estou cumprindo alguns dias a mais por causa do lado social. Pois bem, estou escrevendo esta carta para expressar minha gratidão pela onda de carinho e dedicação que recebi desde a hora em que eu pisei no hospital. Nunca imaginei que, em plena pandemia da COVID-19, eu seria tão bem tratado. Queria agradecer a todos, sem exclusão de nenhum funcionário do hospital, pois, até quando eu estava no jardim, recebia um 'bom dia' ou um 'boa tarde' de um colaborador que passava. O medo de estar em um hospital deu lugar a um espírito de acolhimento. Estou prestes a deixar o Hospital da Baleia, mas levarei em meu coração só coisas boas, devido ao ótimo tratamento que recebi em um dos momentos mais difíceis de minha vida. Muito obrigado!


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade