Publicidade

Estado de Minas MAUS-TRATOS

Boi foge de fazenda, invade cidade, ataca homem e é morto a tiros de fuzil; veja vídeo

Animal foi abatido por policiais militares; Movimento Mineiro pelos Direitos Animais (MMDA) vai apresentar denúncia junto ao MPMG para apurar maus-tratos


23/07/2020 14:45 - atualizado 28/07/2020 18:02

Animal foi roubado na manhã desta quinta-feira (foto: Movimento Mineiro pelos Direitos Animais (MMDA)/Divulgação)
Animal foi roubado na manhã desta quinta-feira (foto: Movimento Mineiro pelos Direitos Animais (MMDA)/Divulgação)
Um boi fugiu na manhã desta quinta-feira, depois de um assalto a uma fazenda, e acabou morto ao ser encurralado na cidade por policiais militares em Passos, no Sul de Minas. 


De acordo com a denúncia feita pelo Movimento Mineiro pelos Direitos Animais (MMDA), o animal conseguiu escapar depois que criminosos assaltaram a casa da fazenda e, na fuga, deixaram a porteira aberta. O animal  saiu da área rural em direção à cidade. Lá, deu uma cabeçada em um homem que precisou de ser levado para o hospital.

Ainda segundo o MMDA, o boi seguiu e parou próximo à delegacia da Polícia Civil de Passos, onde policiais o amarraram a um caminhão

Foi quando, de acordo com a denúncia, policiais militares decidiram matá-lo "da pior forma possível", segundo uma testemunha que estava no local e preferiu não se identificar. Segunda ela, não fizeram o isolamento adequado, deram tiros de fuzil com muitas pessoas em volta.

"Os policiais disseram que já tinham feito contato com médicos veterinários em busca de um sedativo e que não conseguiram. Quando cheguei ao local, comecei a fazer os contatos, mas eles disseram que já estavam decididos a sacrificar o animal. Pedi calma, disse que conseguiríamos um sedativo. O animal já estava imobilizado e bem mais calmo", contou ela.

A testemunha disse que a população ficou "horrorizada" com a cena. Segundo ela, foram quatro tiros de fuzil. As balas não foram suficientes  e o animal agonizou no chão.

"O ato configura um desserviço para a evolução de nossa espécie. A banalização da vida do animal diante da população contribui para seu embrutecimento e violência, conforme a Teoria do Elo", segundo a coordenadora do MMDA, Adriana Araújo.

A entidade vai entrar com denúncia junto ao Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) para apurar os fatos por maus-tratos (Lei 22.231/2016).


O outro lado

A Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), por meio do 12º Batalhão, esclarece que nesta quinta-feira, "um boi, extremamente arredio e desorientado, se encontrava solto na área central da cidade e atacou inúmeros transeuntes que passavam pelo local, vindo um deles, um senhor de 70 anos, sofrer uma fratura no fêmur, sendo conduzido em estado grave à Unidade de Pronto Atendimento UPA."

 

Em nota, a corporação ainda informa que, "após exauridas todas as possibilidades de contenção/captura do animal, e ainda levando em consideração a gravidade, agressividade e o extremo perigo que o animal oferecia aos transeuntes e moradores locais, fez-se necessário, o disparo de arma de fogo e abate do bovino, conforme preconiza os protocolos de atuação policial militar em casos de utilização de arma de fogo."

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade