Publicidade

Estado de Minas CASO BACKER

Caso Backer: Polícia Civil deve ouvir 27 pessoas nos próximos dias

Trata-se de outras 27 pessoas suspeitas de terem sido contaminadas pela cerveja da Backer. Todas passarão por análise


postado em 15/06/2020 17:43 / atualizado em 15/06/2020 19:26

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) atualizou o número de vítimas de intoxicação pela cerveja da Backer. A corporação informou que o inquérito encaminhado à Justiça relaciona 29 vítimas. Dessas, 21 são sobreviventes. Na semana passada, eram sete óbitos e 22 sobreviventes.

"As alterações nos números de vítimas serão constantes, considerando que ainda estão sendo realizadas perícias médico-legais", informou a polícia.

Das 30 vítimas iniciais - que não haviam sido incluídas no inquérito - três foram descartadas nesta segunda-feira pela investigação. Outras 27 serão chamadas nos próximos dias para apresentar documentos médicos e serem periciadas no Instituto Médico Legal (IML).

Na semana passada, a PCMG indiciou 11 pessoas por lesão corporal, homicídio e intoxicação no caso de contaminação de cervejas da marca mineira Backer.

A corporação constatou que um vazamento em um tanque provocou a contaminação das cervejas por mono e dietilenoglicol, substâncias tóxicas usadas no resfriamento do produto, contrariando as instruções do próprio fabricante do equipamento.

A ingestão do líquido de apenas uma garrafa da Belorizontina, a marca que deu início à investigação, contendo dietilenoglicol, seria suficiente para matar uma pessoa.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade