Publicidade

Estado de Minas NORTE DE MINAS

Mulher morre atingida por linha chilena em Montes Claros

Ela estava em uma moto quando foi atingida no pescoço e é a segunda pessoa a perder a vida no Norte de Minas, em menos de cinco dias, por causa da linha cortante


postado em 09/06/2020 17:17 / atualizado em 09/06/2020 18:27

Linhas chilenas com cerol apreendidas pela Policia Militar em Montes Claros(foto: Polícia Militar/Divulgação)
Linhas chilenas com cerol apreendidas pela Policia Militar em Montes Claros (foto: Polícia Militar/Divulgação)
Foi sepultado no final da tarde desta terça-feira (9), em Montes Claros, no Norte de Minas, o corpo de uma mulher de 46 anos, que morreu no início da noite de segunda (8) ao ser atingida no pescoço por uma linha chilena, usada para soltar pipa. Ela andava numa moto Biz pela Avenida Doutor Gonçalves de Oliveira, no Bairro Vila Campos, quando foi atingida.
 
A vítima, moradora do Bairro Morada do Sol (Região Sul da cidade) sofreu um corte profundo no pescoço, com intenso sangramento.

A equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência (Samu) chegou a socorrê-la, mas a mulher não resistiu e morreu no local.

O filho dela, de 10 anos, estava na garupa da motoneta e nada sofreu. 
 
A morte da mulher ocorreu no dia em que o 10º Batalhão da Policia Militar de Montes Claros desencadeou uma operação com objetivo de coibir o perigoso uso de linha cortante (com cerol e chilena) para soltar pipas, que é proibido por lei estadual em Minas Gerais desde 2002.
 
A operação foi realizada na região dos bairros Grande Delfino e Jardim Olímpio. Conforme a PM, durante a ação, vários indivíduos que estavam soltando pipa abandonaram o material e evadiram quando avistaram os policiais.

Foram apreendidos e incinerados cerca de 25 carretéis de linha chilena e com cerol.

A mulher foi a segunda pessoa a perder a vida no Norte de Minas, em menos de cinco dias, por causa da linha cortante para soltar pipas.

Na sexta-feira (5), uma mulher de 24 anos morreu depois de ter o pescoço atingido por uma linha chilena em Bocaiúva. Ela andava de moto em uma estrada que margeia a BR-135, quando foi ferida. Um homem foi preso, suspeito do uso de linha chilena.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade