Publicidade

Estado de Minas ALTO PARANAÍBA

Com 22 testes positivos para COVID-19, empresa suspende atividades

Construtora, que presta serviços para mineradora em Serra do Salitre, pôs os 233 funcionários em quarentena; flexibilização do comércio na cidade será revista


postado em 02/06/2020 14:45 / atualizado em 03/06/2020 08:34

Cidade prevê recuo de flexibilização do isolamento depois de casos do novo coronavírus saltarem de dois para 24(foto: site serradosalitreagora/Divulgação)
Cidade prevê recuo de flexibilização do isolamento depois de casos do novo coronavírus saltarem de dois para 24 (foto: site serradosalitreagora/Divulgação)

Após a confirmação de 24 testes positivos para o novo coronavírus, 22 em uma só empresa – a Construcap –, a Prefeitura de Serra do Salitre, no Alto Paranaíba, determinou a imediata suspensão dos trabalhos da construtora e o isolamento de todos os 233 funcionários. A empresa presta serviços em obras da mineradora Yara. Além disso, serão revistas as medidas de relaxamento da quarentena, tomadas há 10 dias, segundo a secretária de Saúde do município, Andréia Fernandes da Silva Borges.

A cidade de 11.582 habitantes, segundo estimativa do IBGE em 2019, fica a 380 quilômetros de Belo Horizonte e vinha adotando medidas de flexibilização do isolamento social. Diante do quadro, a prefeitura vai publicar decretos com restrições ao funcionamento do comércio e de atividades que promovam aglomerações.
 
"Já estamos com decretos em andamento com restrições à abertura de estabelecimentos, que só poderão funcionar com distanciamento social, higienização de mãos, utilização de máscara. Os bares, que voltaram a funcionar há duas semanas, deverão ser fechados. Eventos com aglomerações estão proibidos. Só serão permitidas reuniões com até 10 pessoas, desde que obedecido distanciamento de dois metros", explicou a secretária de saúde.


 
Andréia Borges contou que, na segunda-feira (25/5), um empregado da construtura procurou os serviços da secretaria de Saúde alegando perda de olfato e paladar. Durante a consulta, ele disse que "soube que poderiam ser sintomas" da COVID-19. O funcionário contou que havia chegado à cidade em 10 de maio com sintomas gripais, mas se automedicou. De imediato, foi encaminhado para um teste sorológico, com resultado positivo.
 
A secretaria passou a pesquisar a origem e os relacionamentos desse paciente, que relatou morar em alojamento com mais 77 trabalhadores e que era transportado para o canteiro de obras com outros operários, vindos de outros alojamentos.

Andréia Borges disse que a prefeitura resolveu então realizar testes rápidos em todos os 233 funcionários da empresa, sendo 22 resultados positivos ao vírus da COVID-19. "Isso provocou o aumento repentino da curva da epidemia no município".

Os testes foram realizados entre os dias 27 e 29. "Na sexta-feira (29), já tínhamos em mãos os resultados e tomamos todas as medidas recomendadas para essa situação". Entretanto, os números só foram incluídos no Boletim Epidemiológico divulgado diariamente pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) nesta terça-feira.
 
Assim que os resultados foram consolidados, a empresa Construcap foi notificada a suspender todas as atividades no canteiro de obras. "As atividades da mineradora (Yara) não foram suspensas, uma vez que a contaminação foi registrada em um canteiro de obras distante das minas e sem ligação com os serviços da prestadora terceirizada", explicou a secretária.
 
Os empregados com COVID-19 foram instalados em um alojamento exclusivo e os demais divididos em outros pontos. Todos se encontram em quarentena devido ao processo de janela imunológica, o vírus pode estar incubado, sem sintomas, por até 14 dias.

Mineradora se manifesta

 
Em nota a assessoria da Yara informou que, "por determinação da Prefeitura Municipal de Serra do Salitre, todos os colaboradores da Construcap, empresa que atua nas atividades relacionadas às obras da planta química do Complexo Mineroindustrial de Serra do Salitre (CMISS), passaram por testagem rápida para anticorpos na última quinta-feira, sexta-feira e sábado (28, 29 e 30 de maio). Do total de 233 testados, 22 testaram positivo, o que significa que essas pessoas desenvolveram anticorpos para o COVID-19."
 
Disse ainda a nota da assessoria que os testes realizados pela secretaria municipal "servem exclusivamente para avaliar se a pessoa já teve contato com o vírus em algum momento, de forma a estar imune a um novo contágio, e não comprova que esta apresenta a doença. Todos os colaboradores da Construcap, independentemente do resultado do exame, estão em quarentena." E reiterou a importância "de precauções e controles previstos na legislação e nas recomendações dos órgãos de saúde e vigilância."

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade