Publicidade

Estado de Minas

Condomínio se mobiliza para 'live' de sertanejo que foi ameaçado

Léo Chaves sofreu ataques em redes sociais após anunciar apresentação em condomínio de Contagem; evento foi transferido para outro local


postado em 30/05/2020 15:29 / atualizado em 30/05/2020 15:52

(foto: Reprodução/Instagram)
(foto: Reprodução/Instagram)
"Um reduzido grupo de pessoas, uma minoria que não representa os moradores do condomínio." Assim se referiu Zélia Correia Henrique, síndica do condomínio em Contagem onde ocorreria a live de Léo Chaves, ao comentar os ataques sofridos pelo cantor sertanejo. Ela também sofreu agressões verbais. Ontem, o artista anunciou uma "live" beneficente #LéoLáemCasa  e recebeu reclamações e ameaças de agressões "com ovos"  e armas caso se concretizasse  a transmissão, a partir de um condomínio em Contagem, na Região Metropolitana de BH.

O artista mudou o local da apresentação e os moradores do condomínio fizeram uma vaquinha instalando um telão para assitir à "live" que acontece às 16h30 deste sábado.  "Somos 600 moradores, que em sua maioria agradece a iniciativa do cantor e vai prestigiar o show, assistindo de nossas casas", disse Zélia, afirmando que a administração não iria responder "a uma minoria", cuja reação causou surpresa, por se tratar de "um ato de solidariedade em momento delicado" de pandemia, quando qualquer manifestação de apoio que amenize o isolamento social é bem vindo. 

Segundo a síndica, o cantor enviou mensagens agradecendo o apoio e reiterando a realização do show nesta tarde. Em nota divulgada ontem o Conselho Administrativo do Condomínio, informou que a ideia era proporcionar um momento de descontração e alegria aos moradores em meio à pandemia. “Como não podemos sair de casa e as medidas de prevenção contra o COVID-19 seriam mantidas, não haveria risco aos moradores”, informou.

No entanto, alguns residentes do condomínio não aprovaram a ação e fizeram ameaças aos membros do Conselho Administrativo, à síndica e ao próprio cantor, por meio das redes sociais. Alguns ameaçaram invadir a live armados. 

“A síndica foi agredida verbalmente com palavrões e ameaçada na frente dos produtores do evento, que também sofreram ameaças e nos confidenciaram ter ficado com medo de serem agredidos”, divulgou em nota o Conselho Administrativo.

No Instagram do cantor, os internautas comentaram: “Essa live mesmo se for na lua, em marte, na praia, na fazenda… ou em qualquer lugar, sempe terá uma energia linda”; “As vezes Deus muda nossos planos, mas pode ter certeza que é pra melhor”; “Contando os segundos pra live, o condomínio foi que perdeu”.O Conselho Administrativo do Condomínio divulgou que o cantor se sentiu coagido, ameaçado e constrangido e que, em razão das ameaças, e mudou o local de realização da live.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade