Publicidade

Estado de Minas

Após alta de 273% nos casos de COVID-19, Jaboticatubas entra em lockdown

Medidas restritivas valerão só nos fins de semana a partir deste sábado (23); empreiteira que atua no local teria acelerado avanço da pandemia; entenda


postado em 22/05/2020 12:44 / atualizado em 22/05/2020 18:03

(foto: Prefeitura de Jaboticatubas/Divulgação)
(foto: Prefeitura de Jaboticatubas/Divulgação)

Com aumento de 273% de casos de COVID-19 em 24 horas, a prefeitura de Jaboticatubas, a 60 km de Belo Horizonte, decretou lockdown (bloqueio) a partir deste sábado (22). A informação foi confirmada ao Estado de Minas pelo prefeito Eneimar Adriano Marques (DEM) nesta sexta-feira (20). Ele atribui o estouro das infecções à passagem de um grupo de colaboradores de uma empreiteira pela região. 



Segundo o chefe do executivo municipal, a medida será aplicada apenas aos fins de semana - neste e no próximo. Ele não descarta, contudo, prorrogar o bloqueio por mais tempo, caso a pandemia de coronavírus permaneça avançando na cidade, que não tem leitos de CTI e conta com apenas três respiradores, disponíveis no hospital filantrópico. 

De acordo com o prefeitura, todo o comércio, incluindo o essencial, será suspenso. Apenas postos de gasolina e farmácias terão autorização para funcionar durante o confinamento. As divisas, a princípio, não serão fechadas.

"Nós tínhamos iniciado uma flexibilização das atividades por aqui. Hoje, já reduzimos os horários e, no sábado, fecharemos tudo. A ideia é não só restringir a circulação da população local, como também a de pessoas que têm casa por aqui e frequentam a cidade nos finais de semana", explica o prefeito Eneimar.



Consta no censo do IBGE que cidade tem 20.143 habitantes. Pelos cálculos do prefeito,  frequentadores eventuais somariam mais 10 mil à comunidade. Dados do informe epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde apontam que o município tem 71 infectados e 147 casos suspeitos

'Empreiteira espalhou vírus'

Conta o secretário de governo Rafael Lucas que a disparada de casos de COVID-19 em Jaboticatubas - 19 para 71 em um dia - foi causada por colaboradores da empreiteira Cobra Brasil, instalados na localidade. Segundo o dirigente, a empresa, que faz parte do Consórcio Mantiqueira, ganhou uma licitação da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), autarquia ligada ao governo federal, para a instalação de linhas de transmissão de energia por várias cidades da região, incluindo Jaboticatubas. 


Rafael Lucas diz que a equipe mobilizada no projeto reúne 213 pessoas. Uma delas apresentou sintomas da virose e foi testada. Diante do diagnóstico positivo, a secretaria municipal de saúde decidiu aplicar o exame às 47 pessoas mais próximas do convívio do trabalhador. Treze delas teriam acusado a presença do vírus - todas assintomáticas.

"Foi aí que nós resolvemos quebrar o protocolo do Ministério da Saúde e testar todos os 213 trabalhadores. Achamos, no total, 63 infectados. Apenas um deles com sintomas", esclarece Rafael Lucas.



O prefeito Eneimar Marques diz que, tão logo soube da situação, baixou um decreto suspendendo as atividades da empreiteira. Os colaboradores permanecem isolados em alojamentos e casas alugadas no município. "Dependendo de como as coisas se desenrolarem aqui, podemos restringir ainda mais o lockdown. Tudo vai depender do resultado do bloqueio nesses dois fins de semana", pondera o chefe do executivo. 
A reportagem tentou contato com o Grupo Cobra Brasil por telefone e-mail, sem sucesso. 

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade