Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS

Hospital do Câncer de Divinópolis afasta funcionária por COVID-19

Teste rápido será realizado nos profissionais do setor apenas se eles apresentarem sintomas para a doença


postado em 28/04/2020 21:38

Hospital do Câncer de Divinópolis (foto: Complexo de Saúde São João Deus/Divulgação)
Hospital do Câncer de Divinópolis (foto: Complexo de Saúde São João Deus/Divulgação)

Uma funcionária do setor de enfermagem do Hospital do Câncer, em Divinópolis, Região Centro-Oeste de Minas, foi afastada da função por COVID-19. A informação foi confirmada nesta terça-feira (28) pelo Complexo de Saúde São João Deus. Ela apresentou sintomas leves da doença, passou por consulta médica gratuita na própria instituição e, inicialmente, ficou afastada por três dias.

No dia 25, após nova consulta médica, foi realizado um teste rápido que confirmou para o novo coronavírus. A profissional, segundo a assessoria do hospital, ficará afastada até completar os 14 dias e deverá retornar às atividades no em 5 de maio. A instituição não deu detalhes sobre como ela pode ter contraído o vírus.

Mesmo com a confirmação, os profissionais que trabalham diretamente no setor de atuação da paciente só serão submetidos ao teste rápido se apresentarem sintomas para o novo coronavírus. Segundo o hospital, não é autorizada a realização do exame em assintomáticos.

Os profissionais que atuam no setor foram informados de que, caso apresentem sintomas característicos do vírus, realizem uma consulta gratuita com um médico do hospital para que este avalie a necessidade ou não da realização do teste rápido.

O complexo de saúde afirmou que todos os colaboradores são orientados a utilizarem máscaras durante todo o período do dia, principalmente quando estiverem desenvolvendo as atividades laborais na unidade.

“É importante destacar que qualquer pessoa que esteja no hospital ou na rua em contato com outras pessoas pode estar contaminada. Por isso, nossa instituição se preocupa tanto com o uso correto de EPI’s, inclusive com máscara por todos os nossos profissionais, e agora ainda mais com todos aqueles que utilizam de nossos serviços. Isso para que, caso haja algum suspeito entre aqueles que transitam em nosso hospital, esteja ele assintomático ou não, ele não contamine os demais”, informou.

A unidade reiterou o compromisso com a saúde de cada colaborador e se colocou à disposição para realizar o atendimento gratuito de todos os profissionais, caso apresentem algum sintoma característico da COVID-19.

O secretário municipal de Saúde Amarildo de Sousa disse que o hospital está seguindo o protocolo preconizado pelo Ministério da Saúde. Reforçou que os testes rápidos devem ser realizados em pessoas sintomáticas e o exame PCR em pacientes que apresentarem quadro mais grave da doença.

O Ministério da Saúde destinou ao município 620 testes rápidos para garantir mais agilidade na identificação de casos e auxiliar no monitoramento do vírus. Eles serão exclusivos para profissionais da saúde.

De acordo com o boletim divulgado nesta terça (28) pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), Divinópolis tem 1.433 notificações da doença, sendo 85 casos confirmados, um óbito registrado e 144 casos descartados.

 

Amanda Quintiliano, especial para o EM


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade