Publicidade

Estado de Minas

Atenção pais: bombeiros alertam para cuidados com crianças durante recesso do coronavírus

Suspensão das aulas aumenta preocupação e pede aumento de supervisão dos pequenos em casa e cautela no uso de álcool gel


postado em 17/03/2020 19:08 / atualizado em 17/03/2020 19:57

Crianças só devem fazer uso de álcool gel com supervisão de adulto(foto: Edesio Ferreira/EM/D.A Press)
Crianças só devem fazer uso de álcool gel com supervisão de adulto (foto: Edesio Ferreira/EM/D.A Press)

A pandemia de coronavírus já deixa alunos fora das escolas. Na rede estadual, aulas serão suspensas a partir desta quarta-feira. A medida foi tomada para evitar aglomerações e a propagação da doença no ambiente escolar. Com isso, o Corpo de Bombeiros reascende o alerta para cuidados com as crianças em casa.

O álcool gel, produto recomendado para uso constante durante a circulação de doenças respiratórias, pode ser um atrativo perigoso para crianças. “Nesse período, o álcool gel está sendo largamente utilizado. Os pais devem manter longe das crianças por causa do perigo de ingestão. Também tem o risco de passar nos orifícios, olhos, boca, podendo causar irritação”, adverte o aspirante Leandro Pifano Medeiros. De acordo com o bombeiro militar, os próprios pais ou responsáveis que devem passar o produto nas mãos dos pequenos.

Além das ações preventivas de higiene básica, os pais também devem ter atenção aos acidentes domésticos, comuns em período de férias e de recesso escolar. Para gastar a energia, as crianças escolhem brincadeiras que podem resultar em pequenos acidentes ou até podem provocar ocorrências mais graves como queimaduras, lesões e traumas.

Em 2019, o Corpo de Bombeiros atendeu a mais de mil ocorrências por intoxicação ou envenenamento e mais de 500 chamados de obstrução das vias aéreas por corpos estranhos em todo o estado.

“A palavra de ordem no momento é fiscalização. É fundamental redobrar o cuidado e supervisão das crianças em todo ambiente domiciliar. Todas as recomendações não substituem a constante fiscalização dos pais que devem estar sempre presentes, não deixando as crianças sozinhas”, acrescentou o aspirante Leandro.

Segundo os bombeiros, todos os cômodos da casa apresentam riscos. Confira abaixo uma série de cuidados que devem ser tomados com a meninada em casa:

Banheiro

  • Manter tampa da privada fechada;
  • Não deixar criança em banheira sem supervisão;
  • Testar a temperatura da água para evitar queimadura.

Cozinha

  • Dar preferência às bocas traseiras do fogão;
  • Certificar que os cabos da panela fiquem virados para o interior;
  • Fósforos, facas, isqueiros devem permanecer longe do alcance de crianças;
  • Não utilizar toalhas compridas em mesa pois a criança pode puxar.

Garagem

  • A garagem nao é lugar seguro para criança. Ao movimentar o veículo, os pais tem que ter cuidado aos arredores pois tem ‘pontos cegos’ que podem provocar acidentes;
  • Manter a chave do veículo bem guardada, longe do alcance da criança.

Outros cômodos

  • Móveis devem ficar longe de cortinas e persianas com cordas que podem causar estrangulamento;
  • Tomadas devem ficar tampadas com a própria peça, algum móvel ou fita isolante;
  • Produtos de limpeza são tóxicos e devem ficar longe das crianças;
  • Em casa com piscina, manter criança em uma distância de 1,30m;
  • A piscina infantil deve ser esvaziada após o uso.

O Corpo de Bombeiros reafirma que crianças não devem ficar sozinhas em casa. “Criança sozinha é um perigo. É fundamental estar sempre supervisionada, principalmente nesse período que estamos vivendo que é uma época extremamente atípica”, alertou o militar.

Em casos de emergência, entre em contato imediatamente com o Corpo de Bombeiros – 193; ou Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) – 192.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade