Publicidade

Estado de Minas

Cocaína de grife: polícia desmonta laboratório de droga e casal vai preso em Juatuba

Homem e mulher são suspeitos de traficar material com embalagem da Lacoste para atestar qualidade


postado em 10/03/2020 15:06

(foto: Polícia Civil/Divulgação)
(foto: Polícia Civil/Divulgação)

Um laboratório montado para refino de cocaína em um sítio em Juatuba, Região Metropolitana de Belo Horizonte, foi alvo de ação da Polícia Civil, na tarde desta segunda-feira. Uma mulher e um homem, ambos de 28 anos, foram presos. A droga era embalada com adesivo da Lacoste, famosa marca de roupas e acessórios.

Conforme explicou o chefe do Departamento Estadual de Combate ao Narcotráfico (Denarc), Júlio Wilke, “a prática de usar marcas famosas na produção e venda de drogas tem se tornado cada vez mais comum. Os traficantes utilizam logotipos com forma de atestar a qualidade da droga que comercializam e, assim, valorizar o produto no mercado”.

No sítio onde as drogas eram produzidas, a polícia localizou 27 quilos de cocaína e 13 quilos de substância para mistura que, segundo a polícia, resultaria em 40 quilos de droga para a venda após processamento. Também foram apreendidos uma prensa hidráulica, uma balança e outros materiais para o refino de cocaína.

De acordo com os policiais, a mulher detida era responsável por cuidar do sítio onde a droga era refinada e o homem, motorista de aplicativo de transporte. As investigações trabalham na hipótese dele auxiliar na entrega dos entorpecentes.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade