Publicidade

Estado de Minas

Confusão com prazos lota cartórios eleitorais de Belo Horizonte e provoca longas filas

Eleitores de 62 cidades tem até está sexta-feira para fazer recadastramento biométrico. Capital não está na lista, mas muitos belo-horizontinos foram aos locais temendo perder o prazo


postado em 06/03/2020 11:43 / atualizado em 06/03/2020 15:23

Muitos eleitores voltaram para casa depois de descobrir que o recadastramento biométrico em Belo Horizonte ainda não é obrigatório (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A. Press )
Muitos eleitores voltaram para casa depois de descobrir que o recadastramento biométrico em Belo Horizonte ainda não é obrigatório (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A. Press )
O movimento nas unidades do Tribunal Regional Eleitoral de Belo Horizonte está atípico nesta sexta-feira (6). É que o prazo para o recadastramento biométrico de eleitores de 62 municípios mineiros termina hoje, o que por si só, aumenta a procura nos cartórios eleitorais da capital. Em BH, no entanto, o recadastramento ainda não é obrigatório, mas muitos belo-horizontinos, confusos com o prazo, compareceram ao local. 

Com a demanda, a espera de quem não fez o agendamento prévio do atendimento também aumentou. Na fila que se formou na porta do cartório eleitoral que fica no Bairro Lourdes, Região Centro Sul da capital, um funcionário do TRE alertou a quem aguardava que a espera pelo serviço podia chegar a duas horas e meia. Muitos preferiram ir embora. 

O vendedor Cleyton Soares, de 37 anos, que veio em busca de esclarecimentos, resolveu ficar. “Vim me informar se Belo Horizonte também seria o último dia.  Agora a pouco, fui informado aqui na fila e descobri que o prazo vai até 6 de maio, e também não é obrigatório, mas, como estou de férias, vou aproveitar e resolver tudo de uma vez”. 

A gerente de produção Fernanda Possas, de 33 anos, também resolveu comparecer ao TRE por acreditar que o prazo para o recadastramento em BH terminaria hoje. Ao contrário de Cleyton, o atendimento de Fernanda, que chegou ao local às 8h30, foi bem rápido e demorou menos de 30 minutos. Ela agendou o serviço com antecedência e não precisou pegar fila.  “Chegando aqui que eu descobri que não era obrigatório. Como já estava aqui, aproveitei e fiz, já resolvi tudo”, explicou.  

De acordo com funcionários do TRE, o recadastramento biométrico de outros municípios já pode ser realizado, mas ainda  não existe um prazo definido para o comparecimento do eleitor. Nas 62 cidades (listadas aqui pelo TRE), onde o recadastramento é obrigatório, eleitores que ainda não coletaram os dados biométricos terão o título cancelado se não procurarem a Justiça Eleitoral. Nesse caso, eles ficarão impedidos de votar em qualquer eleição oficial até regularizarem a situação. Na lista constam municípios como Governador Valadares, Ibirité, Juiz de Fora, Montes Claros, Nova Lima, Ribeirão das Neves, Sabará, Santa Luzia, Sete Lagoas, Vespasiano. 

Segundo informações divulgadas no site do TRE, a data limite para alistamento eleitoral, atualização de cadastro, transferência de município, transferência de seção, acesso e regularização de pendências como título cancelado ou não votação em eleições passadas vai até 6 de maio.
  
Para fazer o cadastramento biométrico ou buscar outros serviços da Justiça Eleitoral, é necessário que o eleitor leve documento de identificação oficial e comprovante de endereço. Quem já tiver o título pode levá-lo, para facilitar o procedimento. A carteira de trabalho não está sendo aceita para qualquer operação. 

*Estagiária sob supervisão do subeditor Frederico Teixeira


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade