Publicidade

Estado de Minas

Municípios de Minas registram pelo menos 9 suspeitas de infecção pelo coronavírus

Prefeituras de Lavras e Juiz de Fora também confirmam a identificação de pacientes com sintomas da doença


postado em 27/02/2020 09:23 / atualizado em 27/02/2020 16:07

Na China, técnico de laboratório segura amostras do vírus(foto: China OUT / AFP / STR )
Na China, técnico de laboratório segura amostras do vírus (foto: China OUT / AFP / STR )


Chega a nove o número de pacientes que receberam atendimento médico por suspeita de infecção pelo novo coronavírus em Minas Gerais. Esse número se refere aos casos confirmados em oito municípios do estado. Oficialmente, a Secretaria de Estado de Saúde confirma apenas duas suspeitas, conforme o boletim divulgado nessa quarta-feira. Tratam-se de duas pacientes de Belo Horizonte.

Na noite passada, o prefeito de Lavras, no Sul de Minas Gerais, fez uma transmissão ao vivo pelo Facebook confirmando a investigação de um caso no município. “Ela esteve em duas localidades na Ásia, em Hong Kong e na Tailândia. Chegou de viagem ontem, apresentou alguns poucos sintomas gripais e ela mesma procurou o sistema de saúde. A Secretaria hoje foi acionada”, informou José Cherem, reforçando que é um caso isolado, sob suspeita e que não há motivo para pânico.



“Ela chegou de avião, veio no seu próprio carro, não teve contato com ninguém, não frequentou nenhum ambiente público ou com muitas pessoas, voltou para a casa dela, ela mora sozinha, e vai ficar em quarentena por 14 dias”. Essa pessoa internada já passou por exames e vem recebendo tratamento. O prefeito de Lavras também informou que a Secretaria de Estado de Saúde foi acionada. Amostras biológicas colhidas da paciente foram encaminhadas à Fundação Ezequiel Dias (Funed), em Belo Horizonte, onde serão analisadas, conforme a Secretaria de Saúde de Lavras. A paciente se encontra em “gradativa melhora”. 
 
Em Juiz de Fora, na Zona da Mata, uma paciente também vem sendo acompanhada. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a mulher chegou da Itália recentemente, apresentou sintomas em casa e foi internada no Hospital de Pronto-Socorro do município. “Os sintomas eram febre, dor de garganta, secreção clara. Seguindo o protocolo de isolamento, ela foi encaminhada ao Hospital João Penido, que é o centro de referência para o caso. A próxima fase será realização de testes”, informou a secretaria. 



Assim como em BH, o arcebispo metropolitano de Juiz de Fora, dom Gil Antônio Moreira, também informou que, havendo a suspeita de presença do novo coronavírus na cidade, fica determinado que não seja dado o abraço da paz durante a missa e que a comunhão seja oferecida aos fiéis apenas nas mãos, não diretamente na boca. 

Há também um caso em Uberlândia, no Triângulo Mineiro. A paciente, de 28 anos, deu entrada no  Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU).A mulher esteve na Itália entre os dias 13 e 21 de fevereiro. Chegou com sintomas compatíveis com a suspeita de infecção, sendo febre, tosse seca, dor de garganta e falta de ar leve. Amostras biológicas foram encaminhadas a Belo Horizonte.

Como se proteger do coronavírus:

  • Lavar as mãos constantemente
  • Cobrir a boca e o nariz ao espirrar
  • Evitar tocar olhos, nariz e boca
  • Manter distância de pessoas que apresentem sintomas
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal

"A paciente segue em suporte clínico e em plano de contingência de coronavírus. Encontra-se estável, com sinais vitais dentro do limite da normalidade, respira em ar ambiente sem necessidade de oxigênio suplementar, função renal e diurese preservadas e sem febre há 24 horas", informou o hospital nesta quinta-feira. 

Varginha, no Sul de Minas, e Montes Claros, no Norte, também investigam casos, conforme apurado pelo Estado de Minas. Na primeira cidade,  são três pessoas da mesma família que retornaram da Itália com sintomas da doença. Elas estão internadas no Hospital Samuel Libânio, em Pouso Alegre. 

Já em Montes Claros, segundo informações repassadas pela Secretaria Municipal de Saúde nesta quinta-feira, o paciente é um jovem de 18 anos que apresentava sintomas leves de infecção respiratória e procurou o Hospital Universitário Clemente de Faria (HUCF). Ele também esteve na Itália e voltou no último dia 17 após passar pelos aeroportos de Roma, Turim e Milão.

“As amostras laboratoriais foram coletadas e enviadas para análise para a Funed, por se enquadrar nos critérios de caso, e o hospital notificou a suspeita de Covid-19 (Coronavírus). O paciente foi liberado para isolamento domiciliar (quarentena) e está sendo acompanhando pela Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde de Montes Claros”, informou a Secretaria, por meio de nota. 



Um outro rapaz, que tem 21 anos, também compareceu ao hospital nessa quarta-feira após viajar pela Itália. O estudante de medicina voltou no dia 18 e, ao ser avaliado pelo médico de plantão do HUCF, foi constatado que ele não apresentava nenhum sintoma para ser notificado com suspeita de coronavírus. “Assim, o paciente foi liberado para domicílio e descartada a suspeita”, diz a nota. 

A Prefeitura de Montes Claros informou que hoje será realizada uma reunião com representantes da Secretaria Municipal de Saúde, Superintendência Regional de Saúde, Ministério Público e diretores de hospitais para discutir medidas para evitar o risco de contágio da doença. 



Quanto aos dois de Belo Horizonte, a Saúde Estadual informou que se tratam de duas mulheres que passaram por diversos países asiáticos neste ano. A primeira suspeita paira sobre uma mulher, de 57 anos, que apresentou os sintomas no último sábado (22). Ela viajou para Dubai em 25 de janeiro e passou pela Tailândia, Vietnã e Camboja, chegando ao Brasil em 17 de fevereiro. Dois dias depois, 19/02, seguiu para BH.
A outra suspeição foi notificada à Saúde estadual na terça-feira. A mulher, de 25 anos, mora em Belo Horizonte, e apresentou os sintomas no sábado (22). Ela viajou, no último dia 4, para a Tailândia e passou por Vietnã e Singapura. Também fez conexão nos aeroportos de Abu Dabi e de Madrid, retornando ao Brasil na última segunda-feira. (Com informações de Gabriel Ronan) 


Publicidade