Publicidade

Estado de Minas

Kalil, prefeito de BH: ''Vai ter carnaval, sim. O povo é obrigado a só sofrer?''

Prefeito de Belo Horizonte afirmou que festa terá 5 milhões de pessoas em segurança e espera que a cidade esteja recuperada até lá


postado em 29/01/2020 13:40 / atualizado em 29/01/2020 18:28

Prefeito de BH espera que até o carnaval a cidade esteja recuperada(foto: Déborah Lima/ ESP/EM/D.A. Press )
Prefeito de BH espera que até o carnaval a cidade esteja recuperada (foto: Déborah Lima/ ESP/EM/D.A. Press )

Em entrevista coletiva concedida no Centro Integrado de Operações de Belo Horizonte (COP) situado no Bairro Buritis, Região Oeste da capital – uma das mais afetadas pela tempestade dessa terça-feira (28) –, o prefeito Alexandre Kalil comentou os estragos provocados pela chuva. Ele garantiu a realização das festividades carnavalescas na capital.

Apesar do desastre pela cidade em decorrência das fortes chuvas, ao ser questionado a respeito de um possível cancelamento do carnaval de Belo Horizonte em 2020, o prefeito garantiu que não vai cancelar a festa: “Vai ter carnaval, sim. O carnaval não tem dinheiro público. O povo é obrigado só a sofrer? Nós temos que limpar e cuidar desta cidade agora”.

O prefeito também criticou o imediatismo de alguns moradores da cidade: ”Avião cai, querem fechar aeroporto. Tem uma tempestade e já falam em cancelar o carnaval”. Ao mesmo tempo, Kalil confirmou que as obras para reconstruir os danos causados na capital devem ocorrer apenas após o período chuvoso, previsto para março.

Neste primeiro momento, a prefeitura trabalha no sentido de fazer a cidade andar. “Estamos limpando o estrago, desobstruindo vias. Só podemos começar a reconstrução da cidade na seca”, afirmou.

Cinco milhões de pessoas no carnaval

“Aqui não tem ninguém irresponsável. Nós temos responsabilidade. Temos que parar com essa coisa de que estamos escondidos na montanha. Vamos trazer 5 milhões de pessoas em segurança para esta cidade no carnaval”, disse Kalil. “Esperando, até lá, que essa cidade esteja muito bem recuperada”, acrescentou.



“Tenham paciência”

Durante coletiva de imprensa, o prefeito ainda elogiou, emocionado, o funcionalismo público. “Nosso agradecimento à Deus que mandou essas chuvas para esses secretários que sabem fazer”, disse. “Tenham paciência com o poder público. Se Deus quis que caísse na nossa mão, nós vamos resolver”, afirmou. E a solução, segundo ele, é trabalhar com organização, interlocução de todos secretários, equipamentos nas ruas e aumento de verba.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, deve visitar a capital mineira nesta quinta-feira. O prefeito afirmou que vai solicitar ajuda financeira à União de no mínimo R$ 300 milhões.

Ver galeria . 44 Fotos Estabelecimentos comerciais inundados, carros arrastados e ruas destruídas: temporal causou danos em BHMarcos Vieira/EM/D.A Press e Túlio Santos/EM/D.A Press
Estabelecimentos comerciais inundados, carros arrastados e ruas destruídas: temporal causou danos em BH (foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press e Túlio Santos/EM/D.A Press )


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade