Publicidade

Estado de Minas

Ponte que liga Centro de Raposos, na Grande BH, é liberada apenas para pedestres

Após baixa do nível do Rio das Velhas, passagem foi permitida apenas para veículos de emergência e pedestres


postado em 24/01/2020 18:33

Ponte foi liberada para pedestres(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A. Press)
Ponte foi liberada para pedestres (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A. Press)

A Polícia Militar liberou, por volta das 17h, a passagem na Ponte Magalhães Pinto para pedestres que aguardavam, até três horas para retornar a suas casas. A interdição ocorreu na madrugada, quando o volume subiu muito e colocou em risco a estrutura que liga os dois lados do Centro de Raposos, na Grande BH.

A liberação ocorreu, segundo militares que monitoram a ponte, fechada a veículos, devido ao nível do Rio das Velhas ter baixado um pouco. O trânsito, no entanto, é só no sentido da Igreja de Nossa senhora da Conceição.

"Estou aqui há muito tempo, mais de duas horas. Cheguei do serviço, estou sem almoço", comentava um jovem, que, logo em seguida, ouviu a autorização para atravessar a ponte.

O superintendente de Gestão de Desastres da Defesa Civil Estadual, major Eduardo Lopes, esclareceu, no início desta sexta-feira (24), em Raposos, na Grande BH que não há qualquer determinação para abertura de comportas na barragem da Pequena Central Hidrelétrica (PCH), da Cemig, em Itabirito.

"Já entramos em contato com a Cemig, e nada será feito sem entendimento com a Defesa Civil. Por enquanto, a situação está sob controle, disse o major. Raposos, com 18 mil habitantes e banhado pelo Rio das Velhas, que subiu quatro metros acima do seu nível, é o município em pior situação no estado, 1 mil famílias atingidas pelas chuvas que atingem Minas Gerais.

Ainda sobre PCH, da Cemig, o major Eduardo informou que nada será feito sem avaliação de impactos. Uma eventual abertura de comportas, com água escoada pelo Rio das Velhas, agravaria ainda mais a situação no município.


Publicidade