Publicidade

Estado de Minas

Dom Walmor inaugura presépio em tamanho natural na Serra da Piedade

Arquidiocese de BH deu início às comemorações dos 60 anos da a Proclamação de Nossa Senhora da Piedade como padroeira de Minas


postado em 22/12/2019 11:41

Dom Walmor abençoa novo presépio que vai compor o Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade(foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)
Dom Walmor abençoa novo presépio que vai compor o Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade (foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)

 

A três dias do Natal, o arcebispo metropolitano de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo, inaugura, na manhã deste domingo (22), o presépio do Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade – Padroeira de Minas Gerais, em Caeté, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Neste mês, a Arquidiocese de BH dá início às comemorações dos 60 anos (Jubileu de Diamante) da Proclamação de Nossa Senhora da Piedade como padroeira de Minas, com programação que vai se estender até 31 de julho de 2020.


De acordo com a Arquidiocese de BH, a obra da artista Vilma Noel será aberta ao público e ficará permanente na gruta que fica no Caminho das Dores de Nossa Senhora. As imagens do presépio, em tamanho natural, foram doadas por uma fiel e paisagista de Belo Horizonte. O peso do conjunto é de 300 a 400 quilos.


No último domingo (15), abrindo as festividades do Jubileu de Diamante, foi lançado um clipe com a canção Mãe da Piedade gravada por Elba Ramalho, Leo Chaves, Daniel e Denise Gomes. A música foi composta pelo bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte, dom Vicente de Paula Ferreira, sendo o clipe idealizado pelo titular da Paróquia Bom Jesus do Vale, padre Alexandre Fernandes, também responsável pela direção executiva. Os cantores abriram mão do cachê – “doaram suas vozes para o Jubileu de diamante”, diz o padre Alexandre, acrescentando que o projeto nasceu de um entendimento com o arcebispo dom Walmor, também presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).


História


A proclamação de Nossa Senhora da Piedade como padroeira de Minas Gerais ocorreu em 31 de julho de 1960, fato que motivou uma grande festa na Praça da Liberdade, na Região Centro-Sul da capita. A oficialização foi feita pelo papa João XXIII (1881-1963), atendendo ao pedido dos bispos mineiros, entre eles o então arcebispo metropolitano de Belo Horizonte, dom Antônio dos Santos Cabral (1884-1967), e do arcebispo coadjutor e administrador apostólico, dom João Resende Costa, bem como do governador do estado, José Francisco Bias Fortes (1891-1971). Nesse processo, destacou-se também o trabalho de dom Carlos Carmello de Vasconcelos Motta (1880-1982), mais conhecido como Cardeal Motta e que hoje batiza a praça em frente da ermida.



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade