Publicidade

Estado de Minas

Polícia Civil identifica mais uma vítima de Brumadinho; 15 continuam desaparecidas

Equipe do setor de antropologia e odontologia identificou a vítima por meio de exame da arcada dentária. Agora, são 255 pessoas identificadas e 15 continuam desaparecidas


postado em 20/11/2019 19:41 / atualizado em 21/11/2019 09:43

Barragem rompeu em 25 de janeiro derramando lama com rejeitos de minério (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A. Press)
Barragem rompeu em 25 de janeiro derramando lama com rejeitos de minério (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A. Press)
A Polícia Civil de Minas Gerais acaba de identificar mais uma vítima do rompimento da barragem a Mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O corpo foi localizado nesta quinta-feira na área de busca denominada BH1 (Barreira Hidráulica). 

 

A equipe do setor de antropologia e odontologia do Instituto Médico Legal (IML) identificou a vítima por meio do exame da arcada dentária. O nome será divulgado assim que as assistentes sociais comunicarem à família. Agora, são 255 pessoas identificadas e 15 continuam desaparecidas. O rompimento da estrutura vai completar 10 meses na próxima semana.

Desde de 25 de janeiro, quando a barragem se rompeu, os bombeiros iniciaram os trabalhos de busca. De lá, para cá, não houve interrupção. Os bombeiros informaram, mais cedo, que o corpo estava praticamente completo. “Mais uma vez, o trabalho de inteligência pelos militares do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais para definição de áreas prioritárias foi fundamental na localização de mais essa vítima”, disse a corporação.


Publicidade