Publicidade

Estado de Minas

Milhares de católicos celebram em BH o dia de São Judas Tadeu

Missas no santuário ocorrem de duas em duas horas; confira os horários


postado em 28/10/2019 14:49 / atualizado em 28/10/2019 15:08

O movimento fora do santuário foi grande durante toda a manhã(foto: Paulo Filgueiras/ EM/D.APress)
O movimento fora do santuário foi grande durante toda a manhã (foto: Paulo Filgueiras/ EM/D.APress)


Fé em São Judas Tadeu reúne multidão de mineiros no templo católico, em Belo Horizonte, dedicado ao padroeiro das causas impossíveis. Milhares de fiéis participam nesta segunda-feira (28), no santuário arquidiocesano (Rua Macaé, 629), no Bairro da Graça, na Região Nordeste, das missas, bênçãos e homenagens ao santo protetor que começaram na noite de domingo (27).

As próximas missas na tarde desta segunda-feira serão às 16h, 18h, 20h e 22h. Conforme os organizadores da festa religiosa, haverá Adoração ao Santíssimo Sacramento até 21h e, quem quiser se confessar, os padres estarão disponíveis para o atendimento aos fiéis até 17h. O Santuário Arquidiocesano de São Judas Tadeu está comemorando 65 anos de história, marcados pela fé e devoção ao padroeiro das causas impossíveis.

O reitor do santuário, padre Nivaldo dos Santos Ferreira, destaca a emoção: “Há um grande número de devotos, de peregrinos que procuram o santuário para expressar a gratidão pelas graças que recebem, e, por isso, chegam com o enorme desejo enorme de dizer 'obrigado'. Muitos também vem fazer seus pedidos. Nós celebramos esse dia com muita alegria, por ver a fé estampada no coração e no olhar das pessoas e também porque temos a oportunidade de crescer na fé”.
 

APÓSTOLO

O apóstolo São Judas Tadeu nasceu em Caná, na Galileia, onde iniciou as pregações. Perto do ano 50, participou do primeiro concílio, em Jerusalém. Depois evangelizou na Mesopotâmia, Síria, Armênia e Pérsia, encontrando Simão e passando a viajar juntos. Por causa da pregação e testemunho muito intensos, pagãos da cidade de Edersa mandaram assassinar os dois apóstolos, em 28 de outubro de 70, a golpes de bastões, lanças e machados. São Judas foi sepultado no Oriente Médio e depois na França. Hoje, está sepultado em Roma, na Basílica de São Pedro.

*Estagiária sob supervisão do subeditor Frederico Teixeira


Publicidade