Publicidade

Estado de Minas

Criança que caiu do 9ª andar de prédio em BH não foi arremessada, diz polícia

Menina de 10 anos caiu da janela de um apartamento na madrugada do último dia 13. Ela sobreviveu e está internada no Hospital João XXIII. Investigações continuam


postado em 25/10/2019 10:04 / atualizado em 25/10/2019 10:19

Acidente ocorreu em prédio do Bairro Heliópolis em 13 de outubro(foto: Sidney Lopes/EM/D.A Press)
Acidente ocorreu em prédio do Bairro Heliópolis em 13 de outubro (foto: Sidney Lopes/EM/D.A Press)


Um laudo pericial realizado pela Polícia Civil aponta que a menina de 10 anos que caiu da janela do 9ª andar de um prédio na Região Norte de Belo Horizonte não foi arremessada. O acidente ocorreu na madrugada de 13 de outubro no Bairro Heliópolis. A criança se recupera no Hospital João XXIII. 

Segundo a Polícia Civil, as investigações continuam. Várias pessoas já foram ouvidas e a delegada responsável pela apuração ainda aguarda outros resultados de solicitações. Devido ao estado de saúde, a menina ainda não pôde ser ouvida. 

A criança está internada no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do João XXIII. Ela sofreu diversas fraturas e precisou passar por cirurgias. Em entrevista ao Estado de Minas no último dia 15, o pai disse que ela passa por uma “recuperação incrível”

De acordo com documentos da Polícia Militar (PM) e Corpo de Bombeiros, a garota dormia no apartamento dos tios. Ela comemorava, com eles e alguns primos, o Dia das Crianças, celebrado no dia 12.

Por volta das 0h25 de domingo, os parentes ouviram um barulho e gritos de socorro. Os apelos vinham do apartamento 103, onde a menina caiu na área privativa do imóvel, segundo as corporações.

Ela despencou até o telhado colonial desse apartamento, se chocou contra essa estrutura e a perfurou, caindo na área privativa.

O quadro de saúde da criança poderia ser pior, caso o apartamento 103 estivesse vazio. Felizmente, assim que ouviu o barulho, o vizinho, que dormia no momento do fato, correu até a área privativa e acionou o socorro. De acordo com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a vítima foi encaminhada inconsciente à unidade médica. (Com informações de Gabriel Ronan)


Publicidade