Publicidade

Estado de Minas

Polícia investiga acidente com carro de aplicativo que matou duas irmãs

Veículo colidiu com um micro-ônibus do transporte suplementar na tarde passada no Anel Rodoviário. Motorista do carro foi internado no Hospital João XXIII


postado em 15/10/2019 12:23



A Divisão Especializada em Prevenção e Investigação de Crimes de Trânsito apura o acidente envolvendo um carro que fazia transporte por aplicativo e um micro-ônibus, ocorrido na marginal do Anel Rodoviário, no Bairro Suzana, Região da Pampulha, em Belo Horizonte. Duas irmãs, que tinham 37 e 40 anos, morreram. 

Na tarde passada, o tenente André Muniz, da Polícia Militar Rodoviária (PMRv), informou ao Estado de Minas que quem conduzia o carro era um motorista de aplicativo de 50 anos. Ele avançou a parada obrigatória no cruzamento, debaixo do viaduto do km 96, colidindo com o micro-ônibus. Uma câmera de segurança flagrou o momento do acidente. O motorista do suplementar da linha 80 (Jardim Vitória / Estação Vila Oeste) disse aos militares que seguia na pista lateral do Anel, sentido Rio de Janeiro, quando o carro colidiu lateralmente. O veículo de passeio rodou na pista e bateu no portão de uma oficina mecânica, segundo o tenente. 

Vídeo mostra o momento da colisão(foto: Reprodução da internet/Youtube)
Vídeo mostra o momento da colisão (foto: Reprodução da internet/Youtube)


Segundo a assessoria de imprensa do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MG), o motorista do suplementar foi ouvido ainda ontem e liberado. 

O condutor do carro ficou preso às ferragens e foi levado ao Hospital João XXIII com ferimentos graves. A instituição não informa o estado de saúde das pacientes. As passageiras do veículo morreram. A mulher de 40 anos ficou presa às ferragens. A irmã dela chegou a ser encaminhada ao Hospital Odilon Behrens,  mas teve uma parada cardiorrespiratória. Elas serão sepultadas hoje em Jaboticatubas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. 


Publicidade