Publicidade

Estado de Minas

Preso engole dois celulares e é pego por detector de metais de presídio

O homem, de 29 anos, retornava de um trabalho externo autorizado pela Justiça. Ele precisou ser levado ao hospital para a retirada dos aparelhos


postado em 19/09/2019 17:24 / atualizado em 19/09/2019 18:05

Penitenciária José Maria Alkimin, em Ribeirão das Neves(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Penitenciária José Maria Alkimin, em Ribeirão das Neves (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)


Um detento em regime semiaberto que tentava retornar à Penitenciária José Maria Alkimin, em Ribeirão das Neves, com dois celulares no estômago foi traído pelo detector de metais na entrada da unidade prisional. Após o detector ser acionado, o homem, de 29 anos, confessou aos agentes de segurança ter engolido os aparelhos.  
 
 
O preso foi levado para o Hospital Risoleta Neves, em Belo Horizonte, para retirada dos celulares. De acordo com a Sejusp, ele estava em regime semiaberto e retornava de um trabalho externo autorizado pela Justiça. 
 
A administração da penitenciária informou que suspendeu o benefício de trabalho do detento e a situação foi informada ao juiz da Vara de Execuções Penais, podendo acarretar em regressão de regime. Também foi instaurado procedimento para apurar administrativamente o fato. 

*Estagiária sob supervisão da editora-assistente Vera Schmitz


Publicidade