Publicidade

Estado de Minas

Há quase três dias, bombeiros combatem incêndio em área de preservação em Minas

Corporação trabalha no combate às chamas na Área de Preservação Ambiental (APA) Serra do Mel, em Montes Claros, na Região Norte do estado


postado em 17/09/2019 19:39 / atualizado em 17/09/2019 19:55

Ver galeria . 9 Fotos Corporação trabalha no combate às chamas na Área de Preservação Ambiental (APA) Serra do Mel, em Montes Claros, na Região Norte do estadoEduardo Gomes/Divulgação
Corporação trabalha no combate às chamas na Área de Preservação Ambiental (APA) Serra do Mel, em Montes Claros, na Região Norte do estado (foto: Eduardo Gomes/Divulgação )

 

 

Um incêndio, iniciado na manhã de domingo (15), provocou grandes prejuízos na Área de Preservação Ambiental (APA) Serra do Mel, próximo à área ambiental de Montes Claros, no Norte de Minas. Na tarde desta terça-feira (17), equipes do Corpo de Bombeiros, brigadistas e voluntários continuaram o combate ao incêndio. Eles se esforçaram para impedir a chegada das chamas ao Parque Estadual da Lapa Grande (de 14 mil hectares), situado na mesma região.


A extensão da área de vegetação destruída pelo fogo na Serra do Mel não foi divulgada oficialmente. Porém, segundo o ambientalista Eduardo Gomes, da ONG Instituto Grande Serão (IGS), foram devastados 64 hectares, equivalente a 640.000 metros quadrados.


Foram queimados terrenos particulares e a área de preservação. Segundo Gomes, a extensão afetada foi medida por meio de fotos aéreas feitas com drone.


De acordo com o ambientalista, o fogo começou em um terreno clandestino dentro da área da Serra do Mel. “Podemos dizer que foi um incêndio criminoso”, afirma.


Ele disse que as chamas chegaram a atingir uma área distante apenas um quilômetro do Parque Estadual da Lapa Grande, administrado pelo Instituto Estadual de Florestas (IEF).


O combate às chamas envolveu, nesta terça, cerca de 60 pessoas, entre bombeiros, brigadistas do Parque Estadual da Lapa Grande e voluntários.

 

(foto: Eduardo Gomes/Divulgação )
(foto: Eduardo Gomes/Divulgação )

 

A vegetação seca, o vento e forte calor facilitaram a propagação do fogo numa área de difícil acesso. Além de tentar impedir a chegada do fogo ao Parque da Lapa Grande, os bombeiros, brigadistas e voluntários trabalhavam na proteção aos moradores da comunidade rural de Palmito, situada próxima à Serra do Mel.


O vilarejo concentra dezenas de famílias. Contudo, ninguém da comunidade ficou ferido.


No inicio da noite desta terça, o 7º Batalhão do Corpo de Bombeiros informou que o combate ao incêndio continua na Serra do Mel.


“O local foi monitorado durante toda a manhã e as ações de combate se restringiram ao rescaldo. Porém, com o avançar do dia, e consequentemente aumento das temperaturas e diminuição da umidade relativa do ar, houve constatação de reignição em alguns pontos, sem a intensidade observada no dia anterior”, informou a corporação.


Os militares anunciaram, ainda, que uma nova equipe de bombeiros reiniciará os trabalhos na área às 5h desta quarta-feira.


Além desse incêndio, o Corpo de Bombeiros informou que foi detectado um incêndio florestal em uma área de nascentes no município de Cristália, também no Norte do estado. A ocorrência foi registrada na manhã desta terça.


A corporação debelou oito focos de incêndio na cidade. A área destruída não foi informada.


Publicidade