Publicidade

Estado de Minas

Prefeitura faz ações de saúde e assistência para população em situação de rua

Cerca de 150 pessoas participaram de ações que envolvem serviços básicos como corte de cabelo e orientações sobre serviços públicos


postado em 04/09/2019 17:48 / atualizado em 04/09/2019 19:21

PBH promove ações de promoção à saúde para população em situação de rua(foto: Adão Souza/PBH/Divulgação)
PBH promove ações de promoção à saúde para população em situação de rua (foto: Adão Souza/PBH/Divulgação)
Uma ação para humanizar a população em situação de rua. Na tarde desta quarta-feira, a Prefeitura de Belo Horizonte promoveu a 6ª edição do “Integra Pop Rua”. Com o objetivo oferecer atividades de promoção à saúde e de proteção social, a ação teve cerca de 150 participantes no Centro de Referência da População de Rua (CentroPop) Barro Preto, na Região Centro-Sul da capital.

No local, foram repassadas orientações sobre saúde bucal, saúde sexual, doenças respiratórias e sobre os cuidados com a saúde do homem, da mulher e do idoso. Também foram oferecidas vacinas contra hepatite B, tétano e sarampo, testes rápidos de sífilis, hepatites B e C e HIV.


A ação, que é desenvolvida pelas secretarias municipais de Saúde e de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania, e em parceria com Integrantes do Comitê da Política Municipal para a População em Situação de Rua de Belo Horizonte e a Defensoria Pública, orientou os participantes sobre benefícios socioassistenciais e direitos do cidadão.

“O projeto vem com o objetivo de contribuir na assistência social e saúde. É uma iniciativa que contribui para que os usuários saibam para onde ir e entendam de que forma a assistência social pode atendê-los”, disse a coordenadora do CentroPop, Alexia Rodrigues do Vale. “Muitas vezes eles (pessoas em situação de rua) falam da dificuldade de acessar os centros de saúde, esse evento faz com que o fluxo seja mais rápido”, completou.

Para a assessora da Diretoria de Assistência à Saúde da Subsecretaria de Atenção à Saúde (DIA-Suasa) da Secretaria Municipal de Saúde, que participou de todas as edições do programa, a melhora é notória. “Cada vez a gente tem conseguido uma maior integração entre os serviços da saúde e assistência social no sentido de criar vínculos para promover o acesso para as pessoas”, disse Maria do Carmo Freitas Pereira Pedras. 

Para a servidora, a melhoria nos serviços se torna possível com a aproximação da população de rua. “O nosso melhor cliente são os nossos usuários, então dar atenção de uma maneira integrada em uma atividade rotineira, como fazer unha ou cortar o cabelo, dessa forma a gente consegue ouvi-los. É dar mais para quem mais precisa”, finalizou.
 
* Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Criste. 


Publicidade