Publicidade

Estado de Minas

Circuito Urbano de Arte vai expandir grafites em BH; veja para onde

Conhecido como Cura, coletivo encantou a cidade com grafites que podem ser vistos do Viaduto Santa Tereza e da Rua Sapucaí


postado em 14/08/2019 22:46

Telas do Cura se tornaram atrações para quem passa pelo Centro da capital mineira(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
Telas do Cura se tornaram atrações para quem passa pelo Centro da capital mineira (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)

 

O Circuito Urbano de Arte (Cura) anunciou, nesta quarta-feira (14), que vai levar seus grafites para o Bairro Lagoinha, nas proximidades do complexo de viadutos, na Região Noroeste de Belo Horizonte.


As cores começam a pintar os muros do local a partir de 5 de setembro. Os trabalhos seguem até o dia 15 do mesmo mês.


Pelas redes sociais, o coletivo comemorou a ocupação do espaço público. “Circuito Urbano de Arte de Belo Horizonte está de volta pra misturar as cores, histórias e personagens de uma das regiões mais tradicionais da nossa jovem cidade. Salve, Lagoinha!”, manifestou.


Os murais do Cura começaram a ser pintados na mesma época em que os muros grafitados de São Paulo eram cobertos por tinta cinza, o que projetou a capital mineira nacionalmente como cidade que acolhe a arte urbana.


Idealizado pelas produtoras Janaína Macruz, Juliana Flores e a artista Priscila Amoni, o Cura preza pelo equilíbrio entre o número de artistas homens e mulheres, artistas locais e internacionais e diversidade de técnicas.


Quando começaram a pensar o projeto, em 2015, as produtoras mapearam 26 empenas que poderiam ser vistas da Rua Sapucaí, tornando-se então elegíveis a se converter em telas gigantes.



Publicidade