Publicidade

Estado de Minas

Irmãos são detidos por vender cerol e linha chilena em loja na Grande BH

Na loja dos dois irmãos foram encontradas linhas e materiais para fazer o produto cortante. Eles foram encaminhados para a delegacia


postado em 26/07/2019 15:33 / atualizado em 26/07/2019 17:14

Diversos carretéis de linha chilena foram apreendidos(foto: Polícia Militar (PM) / Divulgação)
Diversos carretéis de linha chilena foram apreendidos (foto: Polícia Militar (PM) / Divulgação)

Uma denúncia anônima levou policiais militares a deter dois irmãos, na tarde desta sexta-feira, em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, por comercializar linha chilena e cerol  em uma loja. No comércio, estavam vários materiais que são usados na fabricação dos produtos cortantes. Os homens estão sujeitos a multa e podem ser presos.

O crime foi flagrado por equipes do tático móvel do 35º Batalhão da Polícia Militar (PM). Os policiais receberam uma denúncia sobre a venda dos produtos e foram até o comércio localizado no Bairro Palmital. O comércio, chamado de Casa das Pipas, estava com vários materiais para fazer cerol, além de linhas chilenas.

“O vendedor permitiu a nossa entrada. Durante a averiguação, encontramos diversos carretéis de linhas chilenas além de materiais para fazer cerol. Entre eles estavam vários sacos plásticos com vidros quebrados, e cola, que são misturados para fazer o produto cortante”, explicou o tenente Charles de Paiva Reis.

Sacos plásticos com vidros quebrados também foram encontrados(foto: Polícia Militar (PM) / Divulgação)
Sacos plásticos com vidros quebrados também foram encontrados (foto: Polícia Militar (PM) / Divulgação)


Segundo o militar, o vendedor acionou o irmão, que é o proprietário da loja. “Os dois admitiram que o material era deles”, disse o tenente. “Eles poderão responder medidas administrativas e sanções criminais. A multa vai variar entre R$ 100 e R$ 1,5 mil. Além disso, podem ser presos pelo crime”, explicou Paiva.

Os dois homens e o material apreendido foram encaminhados para a delegacia de plantão de Santa Luzia.

Cerco na Grande BH


As prisões dos irmãos acontece junto com uma ofensiva na Região Metropolitana de Belo Horizonte para combater a infração. Guardas municipais de diversas cidades estão passando um pente-fino em ruas, avenidas e comércios atrás de quem usa ou vende materiais proibidos para soltar pipa. Neste mês, apenas em Betim, 130 kits de papagaios com carretéis de linha chilena ou cerol foram apreendidos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade