Publicidade

Estado de Minas

Motorista de caminhão boiadeiro leva maconha no lugar de gado e é preso

Droga estava escondida em fundo falso encoberto por esterco. Homem alegou que ganharia R$ 10 mil pelo serviço


postado em 12/07/2019 15:06 / atualizado em 12/07/2019 16:18

Carga de mais de uma tonelada de maconha apreendida(foto: PRF/Divulgação)
Carga de mais de uma tonelada de maconha apreendida (foto: PRF/Divulgação)

Um caminhão boiadeiro que transportava mais de uma tonelada de maconha foi apreendido na manhã desta sexta-feira, em Juiz de Fora, na Região da Mata. A apreensão ocorreu no km 781 da BR-040 durante operação de fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Juiz de Fora e Petrópolis (RJ).

Caminhão transportando mais de uma tonelada de maconha foi apreendido(foto: PRF/Divulgação)
Caminhão transportando mais de uma tonelada de maconha foi apreendido (foto: PRF/Divulgação)
De acordo com a PRF, o motorista, de 49 anos, ficou nervoso no momento da abordagem, não sabendo informar de onde vinha nem para onde ia. Os policiais verificaram a documentação do veículo e perceberam que, apesar das placas serem de Mirante do Paranapanema (SP), o veículo está registrado em Deodápolis (MS), região de fronteira com o Paraguai.
Durante fiscalização do veículo, os policiais verificaram que o caminhão não estava transportando gado, e sim tabletes de maconha em fundo falso encoberto por esterco, uma grade e uma borracha grossa. 

Após ter recebido voz de prisão em flagrante, o motorista informou que teria sido contratado para pegar o caminhão no município Sete Quedas (MS), para entregar em Juiz de Fora (MG). Ele não sabia informar o local da entrega. Informou somente que alguém iria fazer contato com ele, dizendo onde este deveria deixar o veículo e que receberia R$ 10 mil pelo serviço. 

Ao todo, foram apreendidos 1.226,8kg de maconha. O motorista foi preso em flagrante, encaminhado para a sede da Polícia Federal, em Juiz de Fora, juntamente com o veículo e a droga apreendidos.

* Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade