Publicidade

Estado de Minas

Soldado da PM prende dois no Gutierrez após ser agredido com tapas no rosto

Soldado estava de folga e desarmado em um restaurante, quando foi reconhecido e hostilizado por homens que afirmavam ser bandidos


postado em 02/07/2019 08:38 / atualizado em 02/07/2019 08:50

Soldado estava fazendo refeição no Gutierrez quando foi ameaçado e agredido(foto: Reprodução da Internet/Google Street View)
Soldado estava fazendo refeição no Gutierrez quando foi ameaçado e agredido (foto: Reprodução da Internet/Google Street View)
Dois homens foram presos após agredirem um policial militar na madrugada desta segunda-feira no Bairro Gutierrez, na Região Oeste de Belo Horizonte. As informações da ocorrência apontam que um soldado da PM estava com uma mulher em um restaurante da Rua André Cavalcanti quando foi reconhecido por marginais que também estavam no local.

A partir do momento em que perceberam que o homem era policial, os dois começaram a ameaçá-lo, inclusive de morte, dizendo que eram bandidos mesmo e que não gostavam de polícia. O soldado informou que estava de folga, desarmado, acompanhado com uma mulher no momento do fato. Como ela também se sentiu ameaçada, o soldado pediu que ela aguardasse no veículo e, para chamar a atenção dos criminosos, se deslocou até o banheiro, quando percebeu que os dois foram atrás dele.

O objetivo era evitar que eles vissem em qual veículo a mulher estava. As ameaças então continuaram e o soldado, percebendo que a área do banheiro estava vazia, retornou ao centro do restaurante, onde encontrou apoio do vigia do local que tentava acalmar os ânimos. Um dos criminosos incitou o outro, que nesse momento acertou três tapas no rosto do PM.

Os dois sinalizavam que poderiam estar armados, o que gerou cautela do PM. Ele acompanhou a saída dos bandidos do restaurante e observou o veículo em que eles estavam. Quando os dois abriram uma certa distância, o policial ligou para a 125ª Companhia da PM, que pertence ao 22º Batalhão e fica bem perto do restaurante, pedindo apoio.

Os dois foram abordados na Rua Oscar Trompowsky e presos com uso da força após reagirem à abordagem. Os dois agressores foram encaminhados para atendimento médico na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Oeste, enquanto o policial recebeu cuidados no Hospital Madre Tereza. A ocorrência foi encerrada na Central de Flagrantes 3 da Polícia Civil, na Região do Barreiro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade