Publicidade

Estado de Minas

PRF apreende mais de 80 tabletes de maconha em carro que transportava crianças em MG

Três menores estavam no veículo, que levaria a carga para Vila Velha (ES). Família receberia cerca de R$ 5 mil para transportar a droga


postado em 01/07/2019 21:26 / atualizado em 01/07/2019 21:33

 

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 84 tabletes de maconha, pesando entre 40 e 50 quilos, no posto da corporação em Sabará, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Segundo os militares, toda a droga estava na parte inferior de um carro de passeio modelo Mercedes Classe A preto. O veículo transportava três crianças, uma mulher e dois homens no momento da apreensão, ocorrida na noite desta segunda-feira (1º), no Km 452 da BR-381.


De acordo com a PRF, a família apresentou nervosismo durante a fiscalização realizada no local. Os trabalhos fazem parte da operação Copa América, principalmente diante da partida entre Brasil e Argentina, que será disputada em BH nesta terça.

 

No total, corporação apreendeu 84 tabletes de maconha na noite desta segunda-feira (1º)(foto: Divulgação/PRF)
No total, corporação apreendeu 84 tabletes de maconha na noite desta segunda-feira (1º) (foto: Divulgação/PRF)
 


Diante do comportamento anormal da família, a guarnição inspecionou o veículo e encontrou a droga. Segundo a PRF, os ocupantes receberiam cerca de R$ 5 mil para transportar a maconha de Foz do Iguaçu (PR) para Vila Velha (ES).


No carro estavam um casal, três crianças filhas do casal e um amigo da família. Os maiores serão encaminhados à delegacia de Sabará. Já os menores vão para o Conselho Tutelar da cidade. 

 
Levantamento 


Segundo números publicados na edição desta segunda-feira do Estado de Minas, mais de 16,5 toneladas de maconha já foram apreendidas neste ano em Minas. Para efeito de comparação, em 2018 inteiro, a PRF tirou de circulação 14 toneladas da mesma droga.


A corporação atribui o aumento a uma série de ações, que, juntas, tem deixado o trabalho de fiscalização em busca de drogas mais efetivo. A intensificação do uso de cães farejadores, o investimento em especialização e qualificação dos policiais e a criação do chamado Grupo de Policiamento Tático (GPT) em diferentes delegacias da PRF no estado são exemplos que contribuem para o resultado.


Além disso, o uso mais intenso da inteligência ajuda bastante, na avaliação do inspetor Aristides Júnior, chefe do Núcleo de Comunicação Social da PRF em Minas. “Por sermos uma polícia federal, temos a facilidade de trocar informações com todas as nossas unidades do país. Aí entra nossa área de inteligência, que faz esse trabalho de intercâmbio não só entre a agentes da própria PRF nos estados, mas também com outras forças policiais”, afirma.


Levantamentos da PRF no estado indicam o destaque de duas rotas em relação à maconha e à cocaína. Normalmente, os entorpecentes passam pelo Triângulo Mineiro nos transportes de grandes quantidades.


Em volumes menores, há uma rota importante que usa ônibus de viagem entre o estado de São Paulo e o Nordeste do Brasil.


A maior apreensão de maconha do ano da PRF em Minas ocorreu em janeiro, na BR-365, em Patos de Minas, no Alto Paranaíba. Na ocasião, um caminhão-tanque foi abordado no Km 413, e nele foram encontradas 6,5 toneladas da droga.


O motorista do veículo com placas de São Paulo disse que a droga saiu de Maringá (PR) e seria entregue em Montes Claros, Norte de Minas, onde também ocorreu a última grande apreensão.

 

Com informações de Guilherme Paranaiba 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade