Publicidade

Estado de Minas

Polícia prende homem que estuprou e engravidou a própria filha na Grande BH

Corporação deteve o suspeito na última quinta-feira (30), mas só divulgou o fato nesta terça-feira (4). Abusos começaram neste ano, quando a menor foi morar com o pai, segundo a corporação


postado em 04/06/2019 19:25 / atualizado em 04/06/2019 19:29

A delegada Bianca Prado, à esquerda, responsável pelas investigações(foto: Divulgação/Polícia Civil)
A delegada Bianca Prado, à esquerda, responsável pelas investigações (foto: Divulgação/Polícia Civil)

 

A Polícia Civil prendeu um homem suspeito de estuprar e engravidar a própria filha, de 14 anos, em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Segundo a corporação, a menina era separada do pai e teve interesse em conhecer a família paterna neste ano. No quarto encontro entre as partes, aconteceu o primeiro abuso.


“Os pais se separaram quando a menina nasceu e, desde então, pai e filha não tiveram mais contato. No fim do ano passado, ela teve interesse em conhecer o irmão mais velho, que mora com o pai. A partir daí, começou o contato mais próximo com a família paterna”, contou a delegada Bianca Prado, da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam).


A polícia abriu uma investigação para apurar o caso na segunda-feira passada (27). O homem foi preso, preventivamente, na quinta-feira (30), três dias depois do início do inquérito.


Conforme apurado pela polícia, a violência sexual ocorria durante a madrugada, quando o irmão e a avó já estavam dormindo. A vítima tinha os pés e as mãos amarrados, além de ser amordaçada.


“No primeiro abuso, a adolescente acordou e já estava nua. O pai também. Em seguida, foi consumado o ato. Ele, ainda, exigia que a garota continuasse indo à casa dele para evitar desconfianças. E a ameaçava com uma arma de fogo, dizendo que mataria ela e a mãe, caso falasse algo a respeito”, detalha a delegada.


Segundo a polícia, a adolescente recebeu atendimento imediato na Deam, com acompanhamento da assistente social da unidade. A vítima também foi encaminhada para o serviço socioassistencial e médico.


Já o acusado será indiciado pelo crime de estupro de vulnerável. Ele foi encaminhado ao Sistema Prisional e deve responder o processo judicial preso.

 

Com informações da Polícia Civil de Minas Gerais 



Publicidade