Publicidade

Estado de Minas

Metrô de Belo Horizonte registra problema nesta sexta-feira

Trem que seguia para o Eldorado parou no Calafate após uma perda de tração e passageiros tiveram que desembarcar. As demais composições operam com restrição de velocidade


postado em 31/05/2019 08:45 / atualizado em 31/05/2019 09:35

Passageiros precisaram caminhar por um trecho dos trilhos para voltar à Estação Calafate(foto: Alice Azevedo/Divulgação)
Passageiros precisaram caminhar por um trecho dos trilhos para voltar à Estação Calafate (foto: Alice Azevedo/Divulgação)


Usuários do metrô de Belo Horizonte informam problemas nas viagens entre as estações Calafate, na Região Oeste, e Eldorado, em Contagem, na região metropolitana, na manhã desta sexta-feira. 

O problema teria começado após uma pane em uma das composições. Uma das passageiras relatou pelo Twitter que o metrô apresentou um problema chegando à Estação Calafate, no sentido Eldorado. “Tivemos que descer do trem e andar até na estação. Linha sentido Eldorado segue interditada pelo trem. Passou um trem sentido Eldorado pela outra linha (via sentido Vilarinho) para seguirmos viagem, devem estar intercalando os trens no trecho para não parar, só reduzir”, publicou no perfil em resposta a uma conta não oficial que compartilha informações sobre o serviço na capital. 





Moradora do Bairro Nova Suíssa, a jornalista Alice Azevedo foi surpreendida pelo problema na Estação Calafate. Atuando na área de marketing digital, ela já estava quase meia hora atrasada para o trabalho. Segundo Alice, o trem que apresentou o problema parou perto da plataforma, mas apenas o vagão do maquinista estava encostado. Como a composição ainda é do modelo antigo, em que os vagões não se conectam pelas portas, os passageiros tiveram que descer nos trilhos e caminhar até a estação.

Trem com defeito parado na Estação Calafate nesta manhã(foto: Alice Azevedo/Divulgação)
Trem com defeito parado na Estação Calafate nesta manhã (foto: Alice Azevedo/Divulgação)


Ela chegou ao local por volta das 7h40. “Tem muita gente desde este horário esperando e eles estão dividindo a linha para os dois sentidos. No sentido Eldorado está fechada, mas só passam trens naquela direção. Só passou um para a Vilarinho. Estou indo no sentido Vilarinho”, contou. 

Ela disse que os trens estão muito cheios e por isso ainda não havia conseguido embarcar. “Achei sacanagem não avisarem para as pessoas que pagaram a passagem. Eu entrei, paguei a passagem e o trem com problemas já estava parado”, disse. Por conta do problema, o acesso à Estação Eldorado precisou ser fechado por algum tempo. As plataformas já estavam repletas de passageiros aguardando os trens. 





A jornalista e servidora pública Fernanda Pessoa disse que chegou à Estação Calafate às 7h15 e o trem já estava parado lá. “As pessoas estavam indo e voltando para saber se poderiam entrar onde o metrô estava, ninguém entrava, ninguém saía. Ficou mais ou menos meia hora assim. Fiquei com medo de perder o ônibus no Eldorado e fui pegar um ônibus. Como ele demorou demais, voltei à estação. Ouvi uma buzina e pensei que ele teria sido liberado”, explicou. Segundo ela, os funcionários não cobraram outra passagem para que ela acessasse o metrô novamente. “No horário em que eu estava voltando permitiram que eu entrasse sem pagar, porque eu havia feito o pagamento uma vez. Tinha gente que queria chamar a polícia, pedir declaração porque chegaria atrasado no trabalho, ressarcimento, registrar boletim de ocorrência”, relatou. 

(foto: Fernanda Pessoa/Divulgação)
(foto: Fernanda Pessoa/Divulgação)


Fernanda conseguiu pegar o metrô para o Eldorado, mas lamentou o atraso de mais de uma hora. Ela também reclamou das condições do transporte e do aumento da tarifa, que neste ano foi de R$ 1,80 para R$ 2,40. “Acho um absurdo a CBTU cobrar, querer reajustar para o dobro do valor que era antigamente sendo que não houve nenhuma melhoria. Há 30 anos eu andava de metrô a passeio com meu avô e minha mãe e o serviço era bem melhor. As estações tinham estado de conservação muito superior e o metrô era bem mais barato”, afirma. 

RESPOSTA Por meio de nota, a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) informou que o trem que parou na Estação Calafate teve uma perda de tração e que equipes de manutenção e operação do metrô já trabalham para normalizar o serviço. Leia o posicionamento na íntegra:

"Em resposta à solicitação deste veículo de imprensa, a CBTU BH esclarece que registrou alterações na circulação do Metrô, nesta sexta (31/5), devido a perda de tração apresentada por um trem, na altura da estação Calafate.
 
A falha foi registrada às 7h25 durante o horário de pico e, por medida de segurança, foi determinada restrição de velocidade para as demais composições que operavam no sistema, até a retirada do trem avariado e a completa liberação da via.
 
Para garantir a segurança do próprio usuário também vem sendo necessária a realização do controle de fluxo na Estação Terminal de Eldorado, com o fechamento momentâneo dos portões, de modo a evitar a concentração elevada do número de passageiros na estação.
 
Equipes de manutenção e operação do Metrô trabalham para restabelecer, o quanto antes, a normalidade do tráfego e a regularidade dos intervalos entre viagens."


Publicidade