Publicidade

Estado de Minas

Chega a 65 o número de mortos por dengue em Minas Gerais

Aumento foi de 33% em relação ao balanço anterior, divulgado na semana passada pela Secretaria de Estado de Saúde. Em todo o estado, já são 341 mil casos prováveis da doença


postado em 28/05/2019 12:46 / atualizado em 28/05/2019 12:55

Conforme o balanço, o estado registrou 341.603 casos prováveis de dengue, que são a soma dos confirmados e suspeitos(foto: NIAID/Divulgação )
Conforme o balanço, o estado registrou 341.603 casos prováveis de dengue, que são a soma dos confirmados e suspeitos (foto: NIAID/Divulgação )


Em uma semana, o número de mortes confirmadas por dengue em Minas Gerais subiu de  49 para 65, segundo o balanço divulgado nesta terça-feira pela Secretaria de Estado de Saúde. O aumento foi de 33%. Destes, nove ocorreram em Belo Horizonte, o segundo município com o maior número de óbitos, atrás de Betim, com 11 vítimas da doença transmitida pelo Aedes aegypti. Outras 113 mortes são investigadas. 

A pasta destaca que esses óbitos foram notificados nos primeiros cinco meses de 2019 e que não são, necessariamente, óbitos recentes. Os outros municípios com mortes são Contagem (2), Curvelo (1), Frutal (2), Ibirité (1), João Monlevade (1), João Pinheiro (4), Juiz de Fora (2), Lagoa da Prata (1), Martinho Campos (1), Monte Carmelo (1), Paracatu (1), Passos (2), Patos de Minas (1), Rio Paranaíba (1), Sacramento (1), São Gonçalo do Pará (1), São Gotardo (1), Uberaba (2), Uberlândia (14), Unaí (2) e Vazante (2).

Conforme o balanço, o estado registrou 341.603 casos prováveis de dengue, que são a soma dos confirmados e suspeitos. Na semana passada, eram 289.500, um aumento de 18%. 

Já os casos prováveis de Chikungunya chegaram a 2.014 mil neste ano em Minas Gerais. O governo também registrou 987 casos de Zika. A Secretaria de Estado de Saúde afirma que é esperado um número maior de casos das doenças neste período por conta da sazonalidade da doença nos meses quentes e chuvosos. 


Publicidade