UAI
Publicidade

Estado de Minas FLAGRANTE

Com filho nos braços, ex-marido agride influenciadora em Minas; veja vídeo

Caso ocorreu em João Pinheiro, na Região Noroeste, e viralizou nesta semana; agressão não teria sido a primeira sofrida pela vítima


08/12/2021 13:26 - atualizado 08/12/2021 16:33

Frame de vídeo de segurança
Momento em que as agressões começam, na porta de um shopping (foto: Reprodução/Redes sociais)
Um vídeo que mostra o momento em que uma influenciadora digital da cidade João Pinheiro, no Noroeste de Minas, é agredida pelo ex-marido, que carregava o filho do casal no colo, viralizou nas redes sociais nos últimos dias. O agressor acabou preso no sábado (4/12).

A influencer é Nayara Oliveira, e o caso ocorreu em 29 de novembro, quando o ex-companheiro dela saía de um shopping center com o filho.

Nas imagens, é possível ver que a vítima corre até ele e tenta impedir que o homem deixe o local. Ele dá um chute e socos nela, depois a pega pelo pescoço e a derruba no chão. Tudo isso ocorre com a criança nos braços do pai, que mantém a ex-mulher na calçada mesmo com a tentativa de intervenção de testemunhas. A criança depois é entregue a uma mulher, enquanto as agressões continuam.
 
De acordo com o registro policial, Nayara havia levado o filho para ficar com o pai, Sócrates Porto, por algumas horas no centro de compras. Porém, ele estaria levando a criança embora e, ao perceber o que acontecia, a mãe correu até o pai da criança.

Atenção! As imagens a seguir podem ser consideradas perturbadoras:


 
A mulher se feriu nos pescoço e nas costas, sendo medicada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) posteriormente.
 
O agressor foi preso no sábado (4/12), e o inquérito da agressão já foi concluído, segundo a Polícia Civil. No levantamento feito foi informado que haveria registros de outras agressões dele contra a ex-mulher e que já existe uma medida restritiva. Eles foram casados por sete anos e se separaram há cerca de cinco meses.
 

Manifestação


Nayara se manifestou sobre o caso nessa terça (7/12), quando postou vídeos em sua rede social, na qual tem 66,3 mil seguidores, e agradeceu mensagens de apoio. “A vida tem que seguir, afinal de contas eu tenho um filho que depende de mim, que tenho que criar e sustentar e vamos continuar os trabalhos e agradecer todo o carinho”, disse Nayara Oliveira.

A reportagem não conseguiu contatos com a advogada da vítima nem do defensor do indiciado.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade