Publicidade

Estado de Minas

PF apreende 34 quilos de cocaína em mala no Aeroporto de Confins

Corporação diz que ninguém foi preso na ação, mas concessionária do terminal menciona sobre presos em nota. Segundo PF, bagagem estava em nome de passageiro que viajou há dois dias e não tem relação com o caso


postado em 20/05/2019 11:54 / atualizado em 20/05/2019 13:46

Grande quantidade de cocaína estava dentro de mala, que não pertencia a nenhum passageiro, segundo a PF(foto: Polícia Federal/Divulgação)
Grande quantidade de cocaína estava dentro de mala, que não pertencia a nenhum passageiro, segundo a PF (foto: Polícia Federal/Divulgação)
A Polícia Federal apreendeu 34 quilos de cocaína em uma mala no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, na Região Metropolitana de BH, na tarde deste domingo. Segundo a corporação, a bagagem estava despachada em um voo rumo a Portugal, porém sem passageiro vinculado.

O objeto estava etiquetado em nome de uma pessoa que já tinha voado há dois dias e, portanto, não tem relação com o caso, segundo a PF. A droga foi descoberta durante fiscalização de rotina por meio de aparelho de raio-x.

A Polícia Federal informa que não há prisões em flagrante e nem interrogatórios, mas a BH Airport, concessionária que administra o terminal em Confins diz que há prisões, de "trabalhadores de empresas terceirizadas contratadas pelas companhias aéreas", que "não pertencem aos quadros de colaboradores da concessionária".

A reportagem procurou a Polícia Federal para questionar essa situação e saber se as prisões podem indicar um esquema de funcionários que atuavam dentro do aeroporto, mas a corporação informou que não muda seu posicionamento. Um inquérito foi aberto para apurar o caso.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade