Publicidade

Estado de Minas

Insulina está em falta na rede municipal de saúde de BH

Prefeitura de Belo Horizonte afirma que não recebe a insulina da Secretaria de Estado de Saúde (SES) desde março deste ano


postado em 16/05/2019 15:31 / atualizado em 16/05/2019 16:23

Insulina é fornecida pelo Estado aos municípios(foto: Euler Junior/EM/D.A Press )
Insulina é fornecida pelo Estado aos municípios (foto: Euler Junior/EM/D.A Press )

Um hormônio essencial para o tratamento contra diabetes está em falta em Belo Horizonte. A Prefeitura confirmou, nesta quinta-feira, o desabastecimento da Insulina  Glargina (Lantus), de longa duração. Ela  é distribuída pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) para pacientes que têm mais possibilidade de apresentarem hipoglicemia. A administração municipal informou que não recebe o repasse do insumo há dois meses. A SES informou que já realizou a compra da insulina e que aguarda entrega pelo fornecedor. Não foi dado um prazo para a regularização.

Por meio de nota, a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) afirmou que a insulina está em falta, e jogou a responsabilidade para a SES. “A responsabilidade pela aquisição, repasse e fornecimento da Insulina Glargina é da Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais (SES/MG), fundamentada através da Resolução SES/MG nº 2.359/2010. Compete ao município somente a distribuição do quantitativo enviado pela Secretaria Estadual de Saúde nos Centros de Saúde. Desde março de 2019 o medicamento não é enviado pela SES/MG, impossibilitando o atendimento dos pacientes autorizados ao recebimento”, informou.

No documento, a PBH disse, ainda, que “assim que regularizado o fornecimento do medicamento, a secretaria municipal fará prontamente a distribuição para Unidades de Saúde em conformidade com o quantitativo enviado pela Secretaria Estadual de Saúde”.

A SES também se posicionou por meio de nota, onde admite a falta de fornecimento, mas garante que já fez a compra de mais insulina. “A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) informa que a compra da insulina Glargina já foi realizada e, no momento, a SES aguarda a entrega pelo fornecedor. Tão logo o item seja entregue em nosso almoxarifado, autorizamos a distribuição a todos os municípios do Estado”, informou.

A falta de insulina em Belo Horizonte vem acontecendo nos últimos anos. Em janeiro do ano passado, a capital mineira ficou com o estoque baixo. Na ocasião, a administração municipal afirmou que recebeu do Estado uma quantidade inferior à necessária.

Em setembro de 2017, a insulina também faltou para pacientes de Belo Horizonte. Na época, o Prefeito Alexandre Kalil (PHS) anunciou a compra do hormônio.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade